Secretaria de Comunicação realiza convênios com rádios comunitárias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O secretário Carlos Cauê e o diretor da Juventude FM, Aloísio Andrade, Luciano Martins, e Heron Márcio
O secretário Carlos Cauê e o diretor da Juventude FM, Aloísio Andrade, Luciano Martins, e Heron Márcio

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/03/2014 às 00:47:00

No início da tarde desta quinta-feira o secretário de Estado da Comunicação, Carlos Cauê,  realizou a assinatura de convênio com as rádios comunitárias Juventude FM, de Lagarto, e Boca da Mata, de Nossa Senhora da Glória, autorizando a divulgação de publicidade institucional no âmbito educativo e de utilidade pública do Estado.
"Esses credenciamentos aconteceram depois de análise técnica por parte do Tribunal de Contas (TCE), consequentemente com a decisão favorável. Não é uma relação tradicionalmente comercial, é uma relação que se dá através de convênios que têm critérios e que diz respeito, sobretudo, a publicidade de utilidade pública, de caráter educativo", explica o secretário Carlos Cauê.

Inicialmente, ainda conforme Cauê, foi celebrado convênio com seis rádios comunitárias. Outras rádios estão no processo de credenciamento e de apresentação de documentação e de formulação de seus planos de trabalho. "Uma vez credenciada, significa que a rádio está habilitada a conveniar com o governo. Se o governo quiser realizar uma campanha de vacinação na região Sul, por exemplo, então ele busca informar naquelas rádios. Se tiver mais de uma emissora na mesma região, haverá um sorteio para ver quais rádios vão atingir esse objetivo, sempre com caráter educativo".

Aloísio Andrade, diretor da Juventude FM, de Lagarto, e também presidente da Federação Sergipana das Rádios Comunitárias, demonstrou entusiasmo.
"É importante porque poucos Estados têm se sensibilizado com essa questão. É uma forma de reconhecimento, porque hoje as rádios comunitárias estão espalhadas em Sergipe em 25 cidades e representam o meio de comunicação que chega mais rápido em comunidades distantes das cidades, ou seja, o governo ganha com isso porque a informação vai chegar a lugares remotos", comemora Aloísio, que estava acompanhado pelo técnico em Mídias, Luciano Martins, e por Heron Márcio, membro da Associação.
Aloísio disse ainda que esse convênio é inédito em Sergipe. "Não é uma mídia publicitária. Para nós é uma satisfação, é o reconhecimento desse governo. Sergipe está sendo um dos pioneiros no Brasil. Está se abrindo uma porteira muito importante e deixa um sentimento de vitória. Parabéns ao governo".