Traficante usou R$ 13 mil do DPVAT para comprar crack

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/03/2014 às 00:51:00

O Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc) prendeu em flagrante, anteontem de manhã, no bairro Santos Dumont (zona norte), o ex-presidiário Reginaldo Santos Bezerra, o "Bira"", 45 anos, acusado pelo crime de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. De acordo com o delegado André Baronto, após receberem denúncia anônima, os policiais seguiram para o local indicado e confirmaram a prática de tráfico de drogas na residência de Reginaldo.

No local foram apreendidos um saco plástico contendo cocaína, com aproximadamente 140 gramas; quatro pedras de crack pesando cerca de 200 gramas; uma balança de precisão digital; um revólver calibre 38; 15 munições de calibre 38; 18 ampolas vazias; R$ 227,00 em dinheiro, e uma motocicleta também utilizada para o tráfico. "Ele é ex-presidiário e já foi condenado a 21 anos por crime de latrocínio, condenado por tráfico de drogas e porte de arma em 2010 a mais 8 anos e 10 meses, preso em flagrante novamente em 2011 por tráfico de drogas mas, mesmo assim, encontrava-se em liberdade", destacou André Baronto.
Em seu interrogatório, Reginaldo confessou que estava traficando no local há aproximadamente três meses. "Interessante que, segundo ele, após sofrer um acidente de trânsito utilizou a quantia recebida no seguro DPVAT para comprar a droga e revendê-la. O acidente ocorreu há cinco meses e deixou sequelas graves em Bira, fato que o levou a receber cerca de R$ 13 mil de seguro", destacou Baronto.

O delegado ressalta que está é a quarta vez que Bira é preso, sendo que na primeira vez cumpriu 10 anos em regime fechado e depois foi posto em liberdade, praticando diversos crimes. "Importante ressaltar que com essa prisão, além dos entorpecentes, mais uma arma de fogo foi apreendida e retirada das ruas, reduzindo a possibilidade do cometimento de homicídios", finalizou o delegado.