PT define Rogério como pré-candidato ao Senado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Por unanimidade, o encontro do PT confirmou a candidatura de Rogério Carvalho ao Senado
Por unanimidade, o encontro do PT confirmou a candidatura de Rogério Carvalho ao Senado

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/03/2014 às 00:01:00

O PT em Sergipe realizou no sábado, 22, o seu encontro Estadual  para definir as pré-candidaturas ao pleito de 2014. Duzentos delegados dos 72 diretórios municipais decidiram o caminho que o Partido vai seguir nas eleições de 2014. Por unanimidade, foi aprovado o documento e ficou definido o apoio a Jackson Barreto e o nome de Rogério Carvalho como o representante do PT na chapa majoritária do mesmo campo de alianças que dá sustentação ao governo.

O ex-presidente estadual do PT, Silvio Santos, comentou: "Só tem um partido com autoridade em se apresentar a sociedade brasileira e dizer que vamos continuar transformando. Temos muitas dificuldades. Há setores que rompem com esse projeto para se mostrar como novo e ainda não se mostrou como novidade. Não há novo como a gente. Para se mostrar é preciso se unir com a direita como estão fazendo. Nós temos cada vez mais nos fortalecido na sociedade brasileira. Nesses últimos 8 anos nós fomos governados por Marcelo Déda. Nunca houve nesse Estado de Sergipe um governador que pensasse tanto, que fizesse tanto pelo povo de Sergipe. É essa responsabilidade que nos colocam hoje, analisarmos a nossa conjuntura e da necessidade do PT ter unidade para enfrentar os adversários. Estamos aqui para dizer que estamos com Jackson e que estamos com o partido unido e pela nossa força o PT merece estar na chapa majoritária", disse.

Representando a Articulação de Esquerda, o presidente da CUT, Professor Dudu, reafirmou a unidade do partido: "Quero parabenizar o presidente Rogério Carvalho pela paciência e pela habilidade em que vem conduzindo o Partido em busca da unidade com o trato com as correntes. Nesse momento o PT já alcança uma grande vitória, quando derrota de forma clara a grande mídia do país. É preciso democratizar rapidamente tantos os meios de comunicação quanto o poder judiciário". Já sobre eleições, ele disse: "Jackson tem legitimidade e Rogerio Carvalho construiu a unidade por dentro do partido, e tem o consenso do nosso agrupamento".

A deputada Conceição Vieira relembrou o gesto do seu agrupamento, quando desistiram do segundo turno do PED, entre outros. "Nós fizemos gestos em prol da unidade, pois ela é mais importante", comentou.
O deputado federal Márcio Macedo avaliou: "O que nos move aqui hoje são 3 sentimentos: o de respeito ao passado, responsabilidade no presente e da fé no futuro. A luta pela unidade é um respeito aos fundadores desse partido e aos que se incorporaram nesses 30 anos. Os que nos move na luta pela unidade é o respeito ao legado que Marcelo Déda Chagas nos deixou. Nós estamos vivenciando um momento politico em que vamos disputar as eleições sem a presença de Déda em Sergipe. O que nos leva a construção da unidade é essa responsabilidade com o tempo presente. Nós temos responsabilidade com nossa gente, com o povo de Sergipe. Nós sabemos que somos sem orgulho e sem prepotência, decisivos na vitória de Jackson Barreto. Se o partido tiver unido nós enfrentaremos a barreira de 2014 e vamos ter senador, deputados federais, estaduais e chegar mais fortalecidos. Aqui nós estamos construindo unidade. Porque Rogério, nós disputamos, mas o PT e o povo de Sergipe é maior do que nós dois. Vamos nos fortalecer indicando o nosso pré candidato Rogério Carvalho", disse

Por fim, Rogerio concluiu: "Liderar o Partido dos Trabalhadores é uma tarefa coletiva. Ao longo desses 30 anos nós tivemos várias lideranças, mas uma liderança muito forte encabeçava nosso partido, que foi Marcelo Déda. O segredo da reinvenção do Partido não é criar uma nova liderança, mas juntar toda a inteligência, toda a força de toda militância para fazer o partido. O que estamos vendo aqui é a vitória dessa compreensão. E essa história continuará ter um grande ator que é o Partido dos Trabalhadores. O meu compromisso é garantir que o nosso partido possa sair maior do que saiu das eleições de 2010. A aliança e a força da unidade vão depender do que faremos a partir de hoje. Quadro politico se constrói na luta politica, e o que temos aqui são companheiros que foram formados na luta politica. Quero agradecer, Marcio, o que você, Silvio, e Conceição trouxeram que foi um importante fato político, um ato histórico para o PT. O PT mostrou sua força mostrando que a unidade política é prova de maturidade e é essa resposta que o povo de Sergipe pede".