Brad Pitt

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
COM CARA DE MAU OU DE ANJO, A BELEZA É O SEU PRINCIPAL ATRIBUTO
COM CARA DE MAU OU DE ANJO, A BELEZA É O SEU PRINCIPAL ATRIBUTO

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/03/2014 às 00:20:00

As portas abertas para Brad Pitt em "Thelma & Louise" (1991), significaram uma garantia de trabalho (quase) permanente para um galã. E que galã! Isso poderia trazer a felicidade de muitos iniciantes, mas não era isso o que ele queria. Para se livrar desse estereótipo, Brad Pitt, assim como Tom Cruise, Leonardo Di Caprio e Johnny Depp, fez o possível para escolher papéis onde ninguém esperava vê-lo - mesmo correndo o risco de não ser levado a sério. Mas nada evita que a tela mostre o quanto a natureza foi generosa com ele.

Brad Pitt aportou em Los Angeles com apenas 325 dólares no bolso.Para trás ficava a faculdade de jornalismo, abandonada às vésperava da formatura. 300 dólares não é muita coisa, mas foi o suficiente para começar dividindo um apartamento com mais oito caras e uma secretária eletrônica, essencial para aquele chamado do agente que poderia mudar sua vida. Mas para isso era preciso um agente. E William Bradley Pitty, recém-chamado das montanhas Ozark, não tinha. E o seu currículo se resumia à participação no coro da igreja e algumas apresentações durante a faculdade. Daí ele precisou topar qualquer parada para poder pagar suas contas, até andar vestido de galinha fazendo propaganda do restaurante El Pollo Loco.

Brad foi também operador de telemarketing e motorista para um grupo de strippers. Eram garotas de cidade pequena enroladas na cidade grande e ele também era um garoto de cidade pequena. Logo, ele largou o emprego por não poder aguentar a degradação daquelas jovens incautas.

Em sua primeira tentativa de emprego como ator, Brad foi aconselhado a fazer um curso de interpretação. As suas aulas de interpretação levaram-no ao seu primeiro teste com uma agência de talentos. Aprovado, conseguiu um papel de "Dallas", seriado de TV em que atuou durante apenas quatro episódios. Ele era Randy um garoto viciado em sexo, hormônios sempre em erupção, tarado pela filha de Elvis, Priscilla Presley, que viria a ser a Sra. Michael Jackson. Não era um grande papel, mas serviu para abrir algumas portar: "Abaixo de Zero" (1987), "Atraídos Pelo Perigo"(87) e "Namorados Por Acaso" (1989), entre tantos outros, sempre em pequenos papéis. Sua primeira grande oportunidade foi em "O Príncipe das Sombras", sobre um garoto que tem doença de pele que o impede de ter contato com o sol". Logo veio "Kalifórnia", onde Brad fez sua primeira tentativa de esconder sua beleza excepcional, interpretando um cara absolutamente detestável, dependente de drogas, que cruza com uma jovem de apenas 16 anos, Amanda (Juliete Lewis), levando-a ao vício e à prostituição. Ao término das filmagens,os dois engataram um namoro que durou três anos, surpreendentemente. Eles eram o ator e a atriz mais quentes do ano, segundo a revista Rolling Stones.. Aí aconteceu o clássico "Thelma & Louise" e Geena Davis, com quem Brad se envolveu apaixonadamente. Ele nunca tocou no assunto, dada a sua habitual discrição. Qualquer pergunta que a mídia lhe faz sobre sua vida particular, invarialvelmente ele responde: "Eu prefiro não falar sobre isso".

Eles se conheceram no set de filmagens de "Os Sete Pecados Capitais". Brad Pitt e Gwyneth Paltrow anunciaram o noivado em 1996. No dia 16 de junho de 1997, o noivado mais comentado àquela época, chegava ao fim. O relacionamento de dois anos e meio, com sete meses de noivado, foi pro espaço definitivamente. Se houve traição por parte dele ou da loura aguada, nunca se soube ao certo. A partir daí, cada movimento do lourinho mais desejado do cinema, passou a ser anunciado como um novo relacionamento.

Depois de "Thelma & Louise", a carreira do ator foi marcada por uma série de sucessos. Obteve duas indicações para o Oscar. Uma como ator coadjuvante "Os Doze Macacos" e a outra como ator, no incrível "O Curioso Caso de Benjamim Buttom". Perdeu injustamente, pois o seu desempenho é antológico e digno de todas as premiações.
Em 2011, durante as filmagens de "Sr. e Sra.Smith", sentiu-se atraído pela beleza incomum de Angelina Jolie, casou-se com ela e juntos estão até hoje, com um monte de filhos adotivos de origem africana. Realmente um belo e raro exemplo a ser seguido.

(Resumo do capítulo 52 do meu livro inédito "101 Ícones do Cinema que Nunca Sairão de Cena")
ERRATA
A matéria sobre a atriz Kim Bassinger(edição de 19.03.14) saíu incompleta, daí a correção que fazemos agora:
Foi em 1991, nas filmagens de "Uma Loura em Minha Vida", que conheceu o ator Alec Badwin com quem logo se casaria. Foi também nesse filme que Kim teve sua primeira oportunidade de cantar diante das câmeras, o que ela considerou a melhor coisa da produção. Gostou tanto que decidiu gravar um disco só com canções de sua autoria. Criou ainda sua própria produtora e lançou um livro com seus escritos, poemas, contos e histórias para crianças. E mais uma autobiografia chamada "Between Action", onde conta suas aventuras nos sets de fimagens, segundo ela, "a única coisa que importa no mundo do cinema".