Funcionários públicos de Canindé vão cruzar os braços

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/04/2014 às 00:54:00

Reunidos em assembleia geral na última sexta feira, 28, os trabalhadores efetivos da prefeitura de Canindé de São Francisco aprovaram indicativo de greve a partir do dia 04 de abril, sexta feira. No dia 27 de março, o sindicato foi chamado para uma mesa de negociação com o prefeito Heleno Silva e o secretario de agricultura. Segundo os sindicalistas. o prefeito só relatou a situação econômica do município em 2015.
"Acho que a administração municipal deve uma resposta sobre o reajuste salarial dos servidores, pois já apresentamos a proposta da categoria e agora estamos aqui para cobrar a proposta da Administração e que o prefeito Heleno Silva (PRB) cumpra o compromisso firmado com os servidores", exigiu o presidente do SINDISERVE-CANINDÉ, Emanoel Messias Aleixo da Silva.

Segundo Erivelto Ventura, diretor executivo do SINDISERVE-CANINDÉ, o prefeito Heleno Silva comunicou aos representantes do sindicato que estavam na mesa de negociação que iria entregar a proposta da administração no dia 19 de março, mas naquele dia nenhuma proposta foi entregue. "Estão é ganhando tempo!", afirma Erivelto. Segundo ele, o secretário de Administração José Cláudio dos Reis disse que proposta já estava pronta, mas faltava a assinatura do prefeito e no dia 21 de março passaria a categoria. O dia 21 chegou e nada!

Na Negociação Salarial 2013, depois que os servidores realizaram uma paralisação de advertência, a Administração do município encaminhou um ofício no dia 11 de junho contendo uma proposta com seis pontos: 01) Reajuste de 9 % 02) R$ 100,00 de Adicional de difícil acesso aos Servidores que trabalham no interior 03) Mudança de letra para os agente Comunitários de Saúde 04) 30 horas semanais para os funcionários com exceção do PSF; 05) Revisão do Plano de Carreira de acordo com o Estatuto dos Servidores Públicos Municipal; 06) 100 terrenos para o programa habitacional para os servidores, apenas as três primeiras propostas foram cumpridas.

Nesse período o SINDISERVE-CANINDÉ encaminhou ofícios a administração municipal solicitando o cumprimento do compromisso assumido pela gestão municipal com os funcionários efetivos da prefeitura. "Após encaminhar o oficio esperamos o retorno da gestão, mas eles não nos deram resposta", afirma Emanuel Aleixo.
No dia 20 de dezembro os servidores públicos de Canindé aprovaram em assembleia a campanha salarial 2014, contendo a proposta de reajuste salarial para o ano de 2014, como também 30 pautas de reivindicações para o ano.