Inadimplência das pessoas físicas de SE foi a 2ª menor do Nordeste

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/04/2014 às 00:54:00

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados do Banco Central, indicou que a taxa de inadimplência das pessoas físicas do estado foi a segunda menor da região nordeste, no primeiro mês de 2014.

A taxa situou-se em 4,44% dos contratos de crédito, com atraso superior a noventa dias nos pagamentos, ficando bem próximo da menor taxa da região, que ocorreu no Rio Grande do Norte (4,43%). Para as pessoas jurídicas a taxa registrou atraso em 2,81% dos contratos.
No geral, a taxa de inadimplência das operações de crédito realizadas no estado ficou em 3,65%, sendo a terceira menor do Nordeste.

Operações de crédito - As operações de crédito registradas no estado, no primeiro mês do ano, totalizaram R$ 15,6 bilhões. Esse montante apresentou alta de 17,5% em relação a janeiro do ano passado. Em relação a dezembro último, houve pequeno avanço de 0,4%.

O crédito tomado pelas pessoas físicas no estado chegou a R$ 9,5 bilhões, com crescimento de 18,5%, em relação há um ano, e elevação de 1,2% em relação ao último mês de 2013.
Para as pessoas jurídicas o crédito adquirido foi de R$ 6,1 bilhões, apresentando expansão de 15,9% sobre janeiro do ano passado. No comparativo com o mês imediatamente anterior, verificou-se queda de 0,6%.