Custo com habitação tem pequena queda

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/07/2012 às 16:36:00

O setor de habitação caiu de 0,83% para -0,01 no mês passado. Foi o que apurou o Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) apurado pela Fundação Getúlio Vargas. O levantamento apresentou variação de 0,41%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 5,82%, nos últimos 12 meses, sendo que em junho. o IPC-BR registrou variação de 0,11%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 5,37%.

Também registraram queda  no mês passado setores como Despesas Diversas (4,47% para 0,25%), Vestuário (1,01% para 0,13%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,80% para 0,28%), Educação, Leitura e Recreação (0,29% para -0,14%) e Alimentação (0,79% para 0,74%). Nestes grupos, as principais influências partiram dos itens: tarifa de eletricidade residencial (1,84% para -0,85%), cigarros (9,34% para 0,40%), roupas (1,18% para -0,11%), medicamentos em geral (1,41% para 0,17%), hotel (0,32% para -3,38%) e arroz e feijão (4,55% para 0,84%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos Transportes (-0,01% para 1,13%) e Comunicação (-0,33% para 0,00%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, os destaques partiram dos itens: tarifa de ônibus urbano (0,00% para 2,50%) e tarifa de telefone residencial (-0,77% para 0,00%), nesta ordem.