ONDE RESIDE A DIFERENÇA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/04/2014 às 11:35:00

Sílvia é uma brasileira que se tornou professora estudando na França. Depois, naturalizou-se francesa, após mais de 10 anos vivendo no país que a acolheu. Agora, elegeu-se vereadora pelo pequeno distrito de Saint Denis. Sílvia é militante do Partido Comunista Francês, um dos precursores do eurocomunismo, sinônimo de ruptura com o totalitarismo herdado de Stalin.
Sílvia não receberá salário, da mesma forma que os vereadores de pequenas cidades francesas. Terá apenas uma ajuda para custeio de despesas de locomoção. Sílvia, que é servidora pública, reverterá toda o valor da ajuda para o PCF.
No Brasil já foi assim, vereadores de pequenos municípios não eram remunerados.