O COVIL QUE A PETROBRAS ALOJAVA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 12/04/2014 às 11:37:00

A partir da constatação de que havia um covil de assaltantes alojados na Petrobras, aumentará a campanha que nunca cessou, contra a grande estatal brasileira. De tanto roubada, objeto de escusas transações, a PETROBRAS acabou na difícil situação em que se encontra, e dando carradas de razões aos que desejam vê-la privatizada. Não foi por uma Petrobras varejada pela Policia Federal, que tanto se lutou pelo petróleo, que se supunha nosso; não foi por uma Petrobras assim aviltada, que lutaram tantos brasileiros dignos, como o general Horta Barbosa, os diversos presidentes que contribuíram para o crescimento da estatal. Não foi por uma Petrobras palco de negociatas, que o presidente Vargas chegou ao sacrifício da vida, depois de criá-la. Não imaginariam nunca que tudo isso acontecesse, os parlamentares que criaram o monopólio estatal do petróleo, e mantiveram viva a chama dos interesses nacionais, integrando a frente parlamentar nacionalista, onde estava o grande sergipano Seixas Dória.