Servidor do município de Carmópolis volta a ter o Plano de Saúde

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Esmeralda Cruz entrega carteiro do plano a servidora do município
Esmeralda Cruz entrega carteiro do plano a servidora do município

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/04/2014 às 01:22:00

Na última quarta-feira, 16, a prefeita de Carmópolis, Esmeralda Cruz, reuniu os funcionários públicos do munícipio para anunciar o retorno do plano de saúde do servidor. O benefício, criado em sua primeira gestão, é fruto de um contrato entre a prefeitura e a uma operadora particular, que venceu o processo licitatório realizado em março. O plano garante aos servidores, o atendimento médico gratuito, que oferece ao segurado a possibilidade de optar pelo hospital e profissional particular de sua preferência.
O benefício foi retomado porque em julho de 2013, a prefeitura foi obrigada a suspender o serviço devido ao corte temporário de parte dos recursos dos royalties, que ocasionou a perda de quase R$ 13 milhões aos cofres municipais. No final do ano passado, o município conseguiu, através de liminar, retornar o valor do repasse dos royalties.
"Infelizmente, depois de quatro anos, tivemos que interromper o funcionamento do plano em 2013, por falta de recursos. Eu sei que não fácil para vocês, e podem acreditar, também foi difícil para mim, mas eu tive que escolher entre a cesta básica e o plano do servidor", relatou Esmeralda Cruz.
A prefeita lembrou que Carmópolis continuava sendo o único município sergipano a ofertar um serviço como este, que não gera nenhum custo ao funcionário. "Não queremos que ninguém fique doente, mas sabemos que a doença não avisa, ela simplesmente chega. Por isso, nossa preocupação é ofertar um atendimento de qualidade para nossos funcionários. Procuramos o melhor plano, e hoje, oferecemos um serviço que dá ao funcionário municipal, a opção de escolher seu médico e o hospital onde deseja ser atendido. Tudo isso sem descontar do salário", ressalta. Os próprios servidores reconhecem a importância do plano para a melhoria da qualidade de vida deles.
Este é o caso de Elaine Oliveira, que sofreu um acidente e teve todo o seu tratamento custeado pelo plano. "Só as duas placas de platina e os 10 parafusos custaram, na época, mais de R$ 8 mil. Se não fosse pelo plano, não teria condições de pagar. Estou muito feliz e posso afirmar que Deus é justo, pois voltamos a ter atendimento particular, nos melhores hospitais, com bons médicos, e sem pagar por isso, o que é uma benção", comemora Elaine Oliveira. Os servidores presentes receberam a nova carteira e já poderão usufruir da rede de atendimento oferecida pelo plano de saúde.