Jackson visita instalações provisórias do Campus do Sertão da UFS

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Jackson Barreto, o reitor Ângelo Antoniolli e o prefeito Chico do Correio visitam área que poderá sediar a \'fazenda modelo\' do novo campus
O governador Jackson Barreto, o reitor Ângelo Antoniolli e o prefeito Chico do Correio visitam área que poderá sediar a \'fazenda modelo\' do novo campus

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/04/2014 às 00:18:00

Uma conquista histórica para a juventude e para toda a população do Sertão sergipano. Essa é a constatação que pode ser feita a partir da confirmação da instalação de um campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS), no município de Nossa Senhora da Glória. Na manhã desta segunda-feira, o governador Jackson Barreto, ao lado do reitor da UFS, professor Angelo Antoniolli, e o prefeito Francisco Nogueira (Chico do Correio) se reuniram no prédio da Diretoria Regional de Saúde, localizado na Rodovia Engenheiro Jorge Neto, no bairro Silos, local onde funcionará provisoriamente o Campus do Sertão.
O Campus do sertão terá como foco a agricultura familiar, com um modelo de ensino diferenciado, nos moldes do Campus de Lagarto. Nele, os estudantes aprenderão na prática, interagindo com a realidade local. Em seu primeiro ano de funcionamento, o Campus de Nossa Senhora da Glória receberá 200 estudantes distribuídos nos cursos de Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia e de um quarto curso que ainda será definido. A previsão é de que as aulas sejam iniciadas no segundo semestre de 2015.
Jackson Barreto destacou que o novo Campus irá oferecer oportunidades para a juventude."Visitar estas instalações nos permite vislumbrar mais um sonho tornando-se realidade. Aqui os filhos dos trabalhadores poderão adquirir conhecimento, mudar suas vidas e, sobretudo, atuar pelo desenvolvimento da região".
"Estre era um sonho de mais de 20 anos dos jovens do sertão. Jackson Barreto, mantendo a linha realizadora que marcou as ações de marcelo Déda, anunciou essa grande conquista e ele nos dá sorte, pois bastou anunciar que viria e chove há dois dias no sertão", declara ou prefeito de Nossa Senhora da Glória, Chico do Correio.
O reitor da UFS, Ângelo Antoniolli, ressaltou o trabalho de Jacksom Barreto na implantação do campus do Sertão. "Estamos verificando as instalações que garantirão o início das atividades desse Campus, que foi viabilizado graças ao senso de oportunidade do governador Jackson Barreto".

Histórico - A intervenção do governador Jackson Barreto foi decisiva para que se concretizasse a implantação do Campus do Sertão. Em agosto de 2013, Jackson Barreto recebeu documento assinado por 24 entidades do Alto Sertão sergipano reivindicando a implantação de um Campus da Universidade Federal de Sergipe na região. Em 28 de agosto passado, o Jackson apresentou o pleito ao então Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que garantiu a implantação do Campus do Sertão da UFS.
Entre setembro e dezembro, foram realizadas reuniões que aprofundaram o tema com a participação do governador Jackson Barreto, do secretário da Educação Superior, Paulo Speller e do reitor da Universidade Federal de Sergipe, Professor Angelo Antonioli, entre outros. Nas reuniões, ficou decidido que caberia ao MEC definir a localização do Campus do Sertão.
Em 18 de março de 2014, o Ministério da Educação anunciou a decisão de construir o Campus do Sertão no município de Nossa Senhora da Glória.

Expansão da UFS - O Governo do Estado tem sido importante parceiro no processo de interiorização da UFS, sobretudo com relação ao Campus da Saúde, em Lagarto, que em 2011 iniciou as atividades letivas e hoje oferta os cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Nutrição, Odontologia e Terapia Ocupacional.
Foram investidos R$ 3.716.725,08 na reforma e adaptação do Colégio Estadual Professor Abelardo Romero, cedido pelo Governo do Estado, para a instalação provisória da UFS em Lagarto.  Para as instalações permanentes do Campus de Lagarto, a gestão estadual promoveu a Doação de uma área total de 387 mil metros quadrados, com valor estimado de R$ 1.949.708,03.
O Governo do Estado disponibilizou à UFS suas unidades de saúde em Lagarto, ou seja: o Hospital Regional de Lagarto, duas Clínicas de Saúde da Família, a Farmácia Popular e a estrutura do SAMU. Essas unidades, implantadas entre 2007 e 2010, perfizeram um investimento de R$ 23.797.306,13. Essas ações de apoio à implantação do Campus da UFS de Lagarto totalizam um investimento de cerca de R$ 30 milhões.
Em Laranjeiras, a UFS funciona no Quarteirão dos Trapiches conjunto de imóveis situados no centro histórico de Laranjeiras, restaurado pelo Governo do Estado em parceria com o Ministério da Cultura, através do Programa Monumenta, do Iphan, perfazendo um investimento de R$ 3.035.261,37.