Jovem é morto em troca de tiros com caminhoneiro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/05/2014 às 00:22:00

Uma troca de tiros resultou na morte do operador de betoneiras José Natanael Pereira da Silva, 21 anos, baleado por volta das 6h de ontem no conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Segundo a Polícia Militar, a suspeita é a de que ele teria participado de uma tentativa de assalto contra um caminhoneiro que teria reagido à abordagem. Já a família de Natanael acredita em outra versão, segundo a qual teria acontecido um acerto de contas entre ele e o dono do caminhão, contra quem o operador pretendia se vingar de uma tentativa de homicídio já sofrida.
O confronto aconteceu ao início da manhã na Rua 87. Segundo informações apuradas pela PM, Natanael e um segundo homem teriam chegado ao local em uma moto e parado ao lado do local onde o caminhão estava estacionado. Seguiu-se o confronto e Natanael caiu morto, segurando um revólver calibre 38 e com várias cápsulas de pistola e revólver ao redor. O condutor da moto que o levava fugiu e ainda está sendo procurado pela polícia. Já o dono do caminhão, cujo nome não foi revelado, deu entrada no Hospital Regional José Franco, onde foi atendido com um ferimento de tiro. Os dados dele foram repassados pela PM ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que vai apurar o caso.
O mestre de obras José Gileno da Silva, pai do operador, negou que tenha havido uma tentativa de assalto, mas confirmou que o filho já foi vítima de duas tentativas de homicídio no passado, sendo uma delas ocorrida há um ano atrás, durante uma pescaria. Segundo Gileno, Natanael morava no Porto D'Anta e teria ido a Socorro para se vingar do homem que teria lhe atacado. "Pode ter sido isso. Eu ainda ouvi ele falando pra mim: 'Pai, eu descobri o cara que atirou em mim e onde ele tá morando'. Só ouvi isso", disse o pai, que trabalhava com a vítima também como operador de betoneiras.