Funcionários da Vulcabrás/Azaleia poderão formar cooperativa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/05/2014 às 00:26:00

O fechamento de três fábricas da Vulcabrás/Azaleia em Sergipe e a demissão de 1.300 funcionários voltam a ser tema de discussão no Governo. Na segunda-feira, 19, o governador Jackson Barreto reuniu-se no Palácio de Veraneio com o prefeito da cidade de Carira, Diego Machado, e com o deputado Luiz Mitidieri, para discutir a ideia de criação de uma cooperativa como alternativa para os trabalhadores.

Também participaram da audiência o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Saumíneo Nacimento, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), Roberto Bispo, e o ex-secretário de Estado do Trabalho, Fábio Mitidieri. De acordo com o governador, na reunião foi desenvolvida uma discussão sobre "a possibilidade de se criar uma cooperativa de trabalho para que os empregos dos funcionários pudessem ser mantidos", informou.
Saumíneo Nascimento explicou que a proposta foi apresentada pelo deputado Luiz Mitidieri. "Estão todos imbuídos no intuito de resolver a situação. A proposta da cooperativa já está sendo analisada para verificar sua possibilidade e o governo do estado, além da secretaria do trabalho, tem também a Codise e a Secretaria do Desenvolvimento Econômico para que a gente consiga evoluir e viabilizar para que os funcionários continuem na fábrica", explicou o secretário.

A prefeitura de Carira também dará sua contribuição à iniciativa. O prefeito do município, Diego Machado, disse que busca o apoio do governo para que se possa amenizar a dor dos funcionários da Azaléia, principalmente os de Carira. De acordo com Machado, esse foi o sentido da conversa com o governador, além de pedir o apoio dessas secretarias para que venham gerir essa cooperativa.