Famílias serão assentadas e já podem iniciar plantio

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
REUNIÃO COM GOVERNADOR DEFINIU DESAPROPRIAÇÃO
REUNIÃO COM GOVERNADOR DEFINIU DESAPROPRIAÇÃO


Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/05/2014 às 00:40:00

O governador Jackson Barreto recebeu ontem o deputado estadual João Daniel, o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária em Sergipe (Incra), Leonardo Dias, o empresário José Pessoa de Queiroz e o administrador dos seus negócios agrários em Sergipe, Joaz Pereira. Na pauta do encontro, um entendimento para a liberação de áreas entre os municípios de Japoatã, Japaratuba e Capela, solucionando o problema de quatro acampamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na região.

Na ocasião, foi formalizado um acordo sobre o acampamento Maria Lindaura, localizado à margem da rodovia que liga a BR-101 ao município de Japoatã e abriga 350 famílias. Ficou acertado que o Incra irá adquirir os 2.500 hectares. Enquanto a compra não é formalizada, o dono das terras cederá - a pedido do governador Jackson Barreto - a área para que os agricultores já possam semear a terra neste inverno.
"Esta foi uma solicitação que recebi dos trabalhadores, na margem da estrada, quando fui ao baixo São Francisco. Eu afirmei que estava buscando uma solução até o dia 22 de maio, hoje. Eu convidei o presidente nacional do Incra, que não pode comparecer, mas avançamos nas negociações e entendimentos sobre 2500 hectares. O processo está em curso e tenho certeza que vai dar certo para que possamos resolver o problema destas 350 famílias", declarou Jackson Barreto após a reunião.

Negociação - Segundo o governador, as boas perspectivas são fruto do empenho do Incra, através do seu superintendente, Leonardo Dias; e do MST, e do proprietário das terras. "Contamos com o apoio do nosso companheiro deputado João Daniel, a dedicação do superintendente Leonardo Dias, e a boa vontade do empresário proprietário das terras, José Queiroz, avançamos nesses entendimentos e vamos concluí-los, para, ainda neste inverno, trabalhar para liberação de áreas para que as famílias acampadas lá no povoado Nascença possam plantar suas roças neste ano. É assim que o governo vai trabalhando", apontou o governador.

Para Jackson Barreto, essa ação do governo é determinante para dirimir os conflitos sociais e fazer avançar e democratizar o acesso a terra. "Nós vamos buscar atender às demandas sociais, ajudando a fortalecer a economia já que essas ações beneficiam a produção da agricultura familiar, a produção de alimentos de qualidade. Produzir alimentos é um importante objetivo para o nosso estado", contextualizou o governador, referindo-se à substituição da monocultura da cana pela produção da agricultura familiar.

De acordo com o deputado João Daniel, esta é uma iniciativa de importância histórica para solucionar questões fundiárias e beneficiar mais famílias da reforma agrária. "Aqui, vimos que a determinação do governador Jackson Barreto, o apoio do Incra, e a vontade e sensibilidade do proprietário das terras, poderemos ter uma solução definitiva para as cerca de 350 famílias que se encontram acampadas na região", pontuou o parlamentar.