Setor de Serviços criou mais de 1.000 empregos formais no mês de abril

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/05/2014 às 00:46:00

No quarto mês desse ano, Sergipe apresentou um saldo (total de admissões menos total de desligamentos) negativo de empregos formais de 366 vagas. Este total foi impulsionado, principalmente, pela queda no nível de emprego da agropecuária (-1.382 postos de trabalho). Ainda na análise mensal, o setor que mais empregou foi o setor de serviços, criando 1.076 novas vagas. O comércio e a construção civil também apresentaram saldos positivos de 444 e 199 novos empregos formais, respectivamente, no último mês de abril.

Nos primeiros quatro meses de 2014, Sergipe acumula um saldo positivo de empregos formais, tendo gerado 1.439 novos postos de trabalho para os sergipanos, resultado bastante superior ao total do mesmo período de 2013, cujo saldo havia sido negativo (-198 vagas). Neste período, destacam-se as contratações do setor de serviços e do setor industrial, que criaram 2.718 e 1.590 novos empregos, nessa ordem.

A análise é realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).