Guimarães apela para que Sefaz mude legislação que regulamenta a indústria farmacêutica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/05/2014 às 00:34:00

O deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB) apelou na tarde desta segunda-feira (26) ao secretário da Fazenda, Jeferson Passos, para que reveja, com urgência, a legislação que regulamenta e indústria de farmácia e distribuidora de medicamentos.

Depois de falar na tribuna da Assembleia Legislativa, Guimarães foi à Secretaria, no final da tarde, para mostrar dados estatísticos que revelam a migração de todos os distribuidores de medicamentos para regiões fronteiriças de Alagoas e Bahia. "É exatamente isso. Todos os distribuidores de medicamentos de Sergipe foram embora ou para Paripiranga ou para a região de Alagoas", ratificou Zezinho, acrescentando.

O motivo, segundo explicou o deputado, é que para uma nota de R$ 100, os distribuidores pagam, em Sergipe, R$ 12,00. "A mesma, em Paripiranga (BA), custa R$ 7,37; em Alagoas, apenas, R$ 3,00. É uma exorbitância. Ou muda essa legislação, ou continuaremos sem distribuidores de medicamento e sem farmácias sergipanas", advertiu o parlamentar.

De acordo com Guimarães, assim como acabou com os distribuidores de medicamentos, se continuar dessa forma, irá acabar também com as farmácias "que não são poucas". O deputado ressaltou que "esse é um assunto que vem sendo tratado, de maneira recorrente, por algumas entidades de classes".
Para ele, as grandes redes que se instalam no Estado vão começar a passar por dificuldades e se não houver uma ação enérgica, no sentido de revisar essa legislação, "muitas delas vão fechar as portas em Sergipe e migrar para Estados vizinhos", afirmou, destacando a necessidade da revisão.