Angélica segura verbas de deputados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/06/2014 às 00:25:00

Os deputados estaduais estão desesperados: a Assembleia Legislativa atrasou o repasse para os gabinetes da verba de custeio que deveria ter sido paga até 20 de maio. Essa é a primeira vez que isso acontece e compromete as ações parlamentares, porque com esse dinheiro são pagos assessores que não possuem vínculos funcionais com a Assembleia, mas diretamente com os gabinetes dos deputados.
São cerca de R$ 20 mil e não há perspectiva de pagamento. Os 23 deputados estão pressionando a diretora financeira da Assembleia, Lourdes Mota, no cargo desde a década de 1980, mas ela não tem como resolver o problema sem a autorização direta da presidente, deputada Angélica Guimarães (PSC), que havia prometido fazer o repasse até ontem, o que não aconteceu. Angélica não compareceu ontem a sede do legislativo e não deu qualquer justificativa aos deputados.

Os repasses das verbas dos gabinetes dos deputados são parte do orçamento de cada parlamentar e o imprevisto causou muitos transtornos, ainda mais em função do ano eleitoral.
A Assembleia também está atrasando compromissos com fornecedores e prestadores de serviços, mas mantém em dia os R$ 125 mil mensais pagos a Ilha FM para transmitir as sessões legislativas.
Há também o risco de suspender obras em andamento, inclusive a reforma do Palácio Fausto Cardoso, antiga sede do legislativo, onde estão sendo investidos quase R$ 4 milhões apenas para a recuperação da fachada.

Com um péssimo trânsito com o poder Executivo, a presidente da Assembleia não tem como recorrer para antecipar parte do repasse constitucional para o legislativo e iniciar a regularização das despesas.
Com esses débitos e a crescente pressão política que sofre inclusive entre os aliados, a presidente Angélica Guimarães poderá antecipar a sua despedida do cargo e marcar a sua posse como conselheira do Tribunal de Contas do Estado, para o qual foi escolhida, mas ainda não nomeada, porque sequer publicou o decreto legislativo confirmando a sua indicação.

O descontrole financeiro das contas da Assembleia vai criar um fato curioso: Como é que Angélica Guimarães pode assumir a função de conselheira do TCE se não conseguiu controlar sequer os gastos do poder que administra há quase quatro anos? A função básica de um conselheiro é julgar contas de prefeitos e dirigentes de órgãos. Inclusive do próprio Poder Legislativo.

Nova conversa
O governador Jackson Barreto (PMDB) tomou café da manhã ontem com os Valadares. No cardápio, aliança política nas eleições deste ano. Informações chegadas à coluna dão conta que todos saíram "satisfeitos".

Ponto de vista
O deputado federal Márcio Macedo (PT) avalia que nesse mês das convenções pode acontecer qualquer coisa com relação às alianças políticas, ou seja, qualquer chapa majoritária pode ser formada. "As conversas estão acontecendo. É um jogo de xadrez", disse, enfatizando que João Alves está em uma situação cômoda e só deve definir aos 45 minutos do segundo tempo.

Torcida
Revela Márcio que o PT tomou a sua posição, já se definiu no apoio ao governador Jackson Barreto e na indicação do PT para o Senado. Defende que o senador Antonio Carlos Valadares (PSB) volte para o bloco liderado pelo governador Jackson Barreto. "A manutenção do bloco será muito importante para a disputa, com o PMDB e PT executando a aglutinação do bloco", disse.

Tese
O ex-prefeito Luciano Bispo (PMDB/Itabaiana) entende que o prefeito João Alves não pode errar sobre quem vai apoiar nas eleições deste ano. "Como ele vai ter recursos para realizar suas obras estruturantes em Aracaju? Ele precisa do apoio do governo estadual e federal", avalia.

Retrospectiva
Luciano lembra que quando João Alves foi governador, de 2002 a 2006, sacrificou muito o Estado por conta da sua briga com o governo federal, em especial, com o então presidente Lula. "João deixou de realizar várias obras no Estado para construir a ponte (Aracaju/Barra) com recursos próprios. Com a briga acabou sacrificando o Estado e perdeu as eleições", frisa.  

Disposição
Para a deputada estadual Goretti Reis (DEM), se a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) for candidata vai trabalhar para que o seu grupo político em Lagarto apoie a sua reeleição. Seria uma compensação, já que ela vai apoiar a reeleição do governador Jackson Barreto. Diz que não abre mão de apoiar a reeleição de Maria do Carmo.  

BO
Na manhã de ontem Goretti Reis esteve na 2ª Delegacia de Polícia, acompanhando representantes do Sindicato dos Enfermeiros e diversos profissionais da enfermagem, para juntos prestarem Boletim de Ocorrência (BO) contra o vereador Agamenon Sobral (PP) que afirma em diversas entrevistas e durante a sessão na Câmara de Vereadores, dia 28, que as enfermeiras do Hospital de Urgência (Huse) estariam indo ao motel com os médicos.

Apoio
Ao perceber que o ex-vereador Fábio Mitidieri (PSD), candidato a deputado federal, se encontrava no plenário da Assembleia, o deputado Augusto Bezerra (DEM) fez questão de declarar apoio a sua candidatura. Detalhe: Augusto é do DEM que possui candidatos a deputado federal e integra o grupo político do senador Amorim, repleto de candidatos. O partido de Fábio deve integrar a base de apoio da reeleição do governador Jackson Barreto.
No Sírio
O vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) se submeteu a uma cirurgia de cateterismo para desentupir artérias, no sábado passado, no Hospital Sírio Libanês. Desde ontem se encontra no quarto do hospital, onde deve permanecer até o próximo sábado.

Recuperação
Machado deve permanecer em São Paulo nos próximos 15 dias, para recuperação e exames. Ele tinha três veias entupidas e colocou dois pontos de safena. Isso pode prejudicar um pouco a sua campanha de deputado estadual nas eleições deste ano, pelo fato da necessidade de fechar apoios políticos nesse período de convenções, que vai de 10 a 30 de junho.

Nas barras da justiça
Ontem, na tribuna da Assembleia, o líder da bancada de oposição, Venâncio Fonseca (PP), criticou as acusações feitas pelo ex-prefeito de Capela, Sukita, que o acusou de ser responsável por assassinatos em Sergipe. Venâncio desafiou o ex-prefeito e qualquer um a provar qualquer mal que ele ou qualquer ente de sua família tenha praticado contra quem quer que seja. O deputado disse que vai impetrar contra Sukita uma ação cível e outra criminal.

É fogo
A greve de dois meses e meio feita pelos servidores do Samu em Sergipe só acabou por conta da eficiente intervenção do deputado Gilson Andrade, que integra o bloco político dos irmãos Amorim. Pelo menos foi isso o que ele próprio tentou passar durante a sessão de ontem na Assembleia Legislativa, ao usar a tribuna para dizer que sua participação nas negociações entre grevistas e governo foi essencial para o fim do movimento. Menos, deputado, menos.

Na Assembleia 1
O radialista Carlos Ferreira, que apresenta programa diário na Rede Ilha, viu-se ontem em maus lençóis quando acompanhava a sessão na Assembleia Legislativa. É que mesmo sem citar nomes, o deputado Francisco Gualberto (PT) revelou nos microfones que vem sendo destratado por um radialista constantemente e até sua mãe, falecida há mais de 50 anos, já foi alvo de chacota feita pelo profissional de rádio.

Na Assembleia 2
Ainda esta semana Gualberto levará à tribuna gravações contendo as agressões. Carlos Ferreira, sentado na galeria do plenário, até riu das acusações. Mas depois foi saindo de fininho e desapareceu do local.

Veja essa...
Do deputado federal Mendonça Prado (DEM) ao ser questionado ontem, no programa de George Magalhães, sobre a indefinição do prefeito João Alves (DEM) com relação a quem vai apoiar nas eleições deste ano: "João Alves vai se tornar um escritor de suspense". 

Curtas
Ontem o governador estava rindo à toa com o resultado de uma nova pesquisa que recebeu.

O deputado federal Márcio Macedo participou ontem do início da comemoração da Semana do Meio Ambiente, promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Meio Ambiente, na Orla da Atalaia, ao lado do Oceanário.

Na programação do evento, desenvolvida em um grande Circo Ecológico, acontece esquetes teatrais, curtas ambientais, exposição, simpósio sobre "Cidades e Soluções", shows e visita ao Oceanário. O secretário Genival Nunes despachou no local do evento.

O prefeito João Alves retornou na madrugada de hoje de Londres, onde viajou em missão oficial desde a semana passada. Deve retomar as conversar sobre alianças nas eleições deste ano.

Colaborou com a coluna Gilvan Manoel.