Empresário defende parceria pública e privada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da ASEOPP Luciano Barreto
O presidente da ASEOPP Luciano Barreto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/06/2014 às 00:04:00

"A gente nota muita flexibilidade decorrente de uma relação de confiança entre o público e o privado". A declaração é do presidente da Associação Sergipana de Empresários de Obras Públicas e Privadas - ASEOPP, Luciano Barreto, que participou da missão técnica de Aracaju em Londres (Reino Unido), através do projeto "Aperfeiçoando as Parcerias Público-Privadas (PPPs) no Brasil", patrocinado pela Embaixada Britânica e implementado pela London School of Economics and Political Science (LSE).

Na reunião-almoço da ASEOPP desta semana, Luciano Barreto fez um amplo relato das palestras que participou em Londres e as visitas a obras realizadas através de PPP, como um hospital e uma escola que foi transformada num centro de treinamento para atletas olímpicos.
Ao analisar todo o projeto, Luciano Barreto disse que não tem duvidas que a PPP é hoje uma alternativa viável para o país e que pode abrir um grande leque para as pequenas e médias empresas já que as chamadas grandes construtoras estão praticamente com suas capacidades de financiamento esgotadas.

O presidente da ASEOPP disse que a PPP é hoje uma solução real nos grandes países por conta da flexibilidade na obra como também através de uma relação de confiança entre o público e o privado. "Agrega recursos privados nos investimentos públicos, através de obras com planejamento e projetos qualificados", disse, lembrando que no Reino Unido não existem tantos órgãos de controle como no Brasil e apenas uma auditoria através do ministério da Fazenda.

Segundo Luciano o critério usado pelas PPP não é o menor preço e sim o custo benefício e a qualidade da obra. "Nós temos que nos preparar porque este modelo de PPP é o futuro", disse. Luciano disse que o prefeito João Alves Filho ficou encantado com o desempenho da PPP e deve implantar na gestão de Aracaju, na mobilidade urbana, como por exemplo, a construção de um edifício garagem e nas áreas da saúde e educação. A ASEOPP pretende aprofundar o debate sobre PPP com a participação de técnicos da área.