Cálculo Atuarial aponta redução do déficit previdenciário

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/06/2014 às 00:41:00

Tanto a avaliação realizada pelo Banco do Brasil, quanto pela Caixa Econômica Federal (CEF) afirmou, pela primeira vez, a ocorrência da redução do déficit atuarial em mais de 5% em termos percentuais, que equivalem a uma redução de mais de R$ 3,5 bilhões, no Finanprev (fundo deficitário).

De acordo com o diretor presidente do Sergipeprevidência, "este resultado alcançado pelo Governo do Estado valida a estratégia da gestão implementada no Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe (RPPS/SE), a qual é norteada na melhoria do cadastro, controle e monitoramento contínuo na geração da folha de pagamento, incremento da arrecadação através da Compensação Previdenciária, e de cobranças de contribuições devidas e recebimento pós-óbito", pontuou.

Ainda de acordo com Augusto Fábio, o Funprev (fundo superavitário) tem um excelente desempenho, de acordo com o calculo atuarial. "Mesmo com a redução de cerca de 500 servidores, o Funprev apresentou um superávit de mais de R$84 milhões. Também, a evolução do custo previdenciário teve um aumento de 0,35% do ano de 2013 para 2014", explicou.

Finanprev - Neste fundo, as contribuições arrecadadas têm destino exclusivo para o pagamento dos benefícios concedidos àqueles servidores que adentraram no serviço público até 31 de dezembro de 2007. Neste caso, a contribuição do ativo é que paga o benefício do inativo. Sua existência é até a extinção de todos os segurados filiados a esse sistema de financiamento.

Funprev - Regime de capitalização que consiste em guardar a contribuição do segurado admitido no serviço público estadual a partir de 1º de janeiro de 2008 em uma conta individualizada, na qual esse valor só poderá ser destinado a pagar o benefício do próprio segurado. Além disso, é um fundo plenamente equilibrado atuarial e financeiramente, e é uma forma do Governo do Estado garantir o pagamento dos benefícios dos servidores que, futuramente, terão esse direito.