TRABALHO INFANTIL

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/06/2014 às 00:49:00

Lugar de criança é na escola, e isso todo mundo sabe. Entretanto (e infelizmente), esse direito, garantido por lei, nem sempre é cumprido. A sala de aula sai de cena para dar espaço às ruas, onde a juventude é roubada e a responsabilidade com trabalho chega bem antes da hora. A remuneração é o que menos importa, já que na grande maioria das vezes, o dinheiro recebido pelo trabalho é entregue aos pais ou responsáveis por essa criança. O que fica são somente as marcas de uma infância roubada.

Para tentar chamar atenção da sociedade sobre o problema, a Organização Internacional do Trabalho (OTI), criou em 2002 o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, comemorado em 12 de junho. A data serve para alertar a população quanto ao número de crianças que ainda são exploradas - em todos os sentidos -, além de promover uma luta para a garantia dos direitos de todas elas.

Por todas as partes do país, são realizados diversos eventos em alusão à data, e no Estado de Sergipe não foi diferente. No município de Riachuelo, a prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social e Trabalho e em parceria com o Conselho Tutelar e a equipe de segurança municipal, fez o dever de casa, realizando uma panfletagem na feira livre da cidade - são nas feiras que se encontram muitos casos de exploração.
"Não poderíamos deixar passar em branco. Por isso, realizamos essa panfletagem de alerta à população de Riachuelo contra o trabalho infantil. A prefeitura defende esta causa e a prefeita Cândida Leite tem o compromisso com as crianças e adolescentes da nossa cidade, tendo em vista que desenvolvemos diversas ações para eles, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos", disse a secretária de Assistência Social, Cecília Dias.

ENTENDIMENTO I
Na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Raimundo Vieira (PSL) falou sobre os agentes penitenciários que trabalham no presídio de Tobias Barreto, onde, na semana passada, foi registrada uma fuga em massa. Para o deputado, é preciso haver um entendimento entre o governo e a classe, pois muitas informações têm chegado ao Estado distorcidas, o que pode ter contribuído para que 14 agentes da unidade recebessem um mandado de intimação, sendo discriminados, até mesmo acusados de estarem a trabalho de algum grupo político. "Posso dizer com convicção, porque conheço, que não têm nada a ver com política. O que houve foi uma fatalidade, pois ao passarem o trabalho para a Polícia Militar naquela noite houve a fuga em massa", afirmou o parlamentar.

SELO
OMinistério da Saúde entregou o Selo Hospital Amigo da Criança ao Hospital e Maternidade Santa Isabel, em nome da Organização Mundial de Saúde e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A conquista do selo exigiu da unidade diversas mudanças em procedimentos, cursos de capacitação para todos os seus funcionários, envolvimento de profissionais e investimentos na estrutura física. Uma criteriosa auditoria na unidade, realizada por técnicos de Brasília, analisou e aprovou "in loco" que o Hospital e Maternidade Santa Isabel atendia aos dez passos da amamentação definidos pela OMS e pelo Unicef.