Advogado descarta impugnação de Lara Moura

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A prefeita Lara Moura: problemas com documentação
A prefeita Lara Moura: problemas com documentação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/07/2012 às 02:54:00

O advogado Paulo Ernani de Menezes, responsável jurídico da Coligação "Japaratuba Avança", concedeu uma entrevista no final da manhã de ontem, para anunciar que as candidaturas majoritárias da prefeita e do vice de Japaratuba, Lara Moura (PR) e Pedro Moura (DEM), que buscam a reeleição, não correm risco de serem impugnadas.

Segundo Paulo Ernani, as pendências de documentação da prefeita foram regularizadas e a candidatura está confirmada. Ele também confirmou que Elinho Martins (PSC) e Guilherme Melo (PR) também são candidatos a prefeito e a vice em Pirambu.

Ao explicar o problema em torno da documentação pendente, Paulo Ernani disse que "não há qualquer impedimento sobre essa questão de documentos com a candidatura de Lara Moura. Foi estabelecido um prazo de 72 horas e, em 24 horas, ela entregou a certidão que estava pendente. Ela e Pedro Moura estão livres para buscarem a reeleição".

Paulo Ernani também confirmou que estão regulares as candidaturas de Elinho e Guilherme em Pirambu.

Vereadores - Sobre a situação dos vereadores da coligação, tendo em vista que das três coligações proporcionais, apenas uma entregou a documentação dentro do prazo inicial, Paulo Ernani explicou que "por problemas na documentação, duas coligações não registraram as candidaturas até o dia 5. Mas os candidatos não podem ser prejudicados por isso. No dia seguinte, todos os candidatos foram, individualmente, entregar os documentos no cartório eleitoral e eu espero agora que o juiz eleitoral conceda os registros desses candidatos porque o prazo aí passa a ser de mais 48 horas".

Caso os registros não sejam concedidos pelo juiz eleitoral, a Coligação vai recorrer a uma instância superior, ou seja, ao Tribunal Regional Eleitoral.

Impugnação -  Paulo Ernani também confirmou que a Coligação vai requerer junto a Justiça Eleitoral a impugnação das candidaturas do Padre Gerard Olivier (PT) e Hélio Sobral (PMDB), candidatos a prefeito e a vice da oposição. "Estamos fazendo um levantamento sobre contas que eles tiveram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado e pelo Tribunal de Contas da União. Vamos analisar para ver se essas contas rejeitadas se enquadram naquilo que estabelece a Lei da Ficha Limpa e vamos preparar o pedido de impugnação das candidaturas", concluiu Paulo Ernani.