HC continua com cirurgias cardíacas suspensas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/07/2014 às 00:00:00

Kátia Azevedo
katiaazevedo@jornaldodiase.com.br

Os procedimentos cardíacos realizados pela Unidade Vascular Avançada do Hospital Cirurgia continuam suspensos. Ontem, os anestesistas que prestam serviço à unidade de saúde ameaçaram aderir à paralisação das atividades iniciada pelos cardiologistas na última quarta-feira.

Ontem pela manhã, o secretário municipal de Saúde, Alvimar Rodrigues, se manifestou sobre o assunto. O secretário rebateu a alegação dos profissionais e direção do hospital de que a Secretaria Municipal de Saúde estaria devendo à unidade de saúde há cerca de três meses e que os médicos estão trabalhando sem contrato, motivos que teriam gerado a suspensão do atendimento.
"O contrato é feito diretamente com o Hospital Cirurgia e está em processo de renovação, passando por ajustes de cláusulas como o termo de declaração de débitos. Não temos contrato com Angiocor, temos com o Hospital de Cirurgia", esclareceu.
Alvimar Rodrigues declarou ainda que os repasses estão sendo feitos normalmente ao hospital, cumprindo o prazo de 10 a 15 de cada mês como determina o Ministério da Saúde. Ele lamentou a paralisação dos serviços. "Fomos surpreendidos da noite para o dia com a decisão de terceirizados do hospital que decidiram de forma unilateral sem nenhuma comunicação prévia à secretaria interromper os serviços à população", criticou o secretário.

Alvimar Rodrigues disse que chegou a conversar com a direção do hospital para tentar reverter a situação. O secretário lamentou a suspensão do atendimento, lembrando a importância da assistência prestada pelo Cirurgia aos pacientes cardíacos do SUS. "A unidade cardiovascular avançada do hospital é a única no Estado a prestar este tipo de atendimento", destacou, ao mencionar que teme uma desassistência em massa.
De acordo com informações da coordenação da Unidade Vascular Avançada do Hospital Cirurgia, cerca de 60 atendimentos são realizados diariamente pelo setor. O secretário enfatizou ainda que o novo contrato estará sendo assinado nos próximos dias e que o mesmo ainda não tinha ficado pronto em decorrência de mudanças no setor responsável.

Ele disse que ontem o contrato já estava pronto e seria assinado no mesmo dia. Uma das mudanças do novo contrato é que o hospital negocie diretamente com os fornecedores que prestam serviços à instituição.
Através de nota de esclarecimento enviada pela assessoria de comunicação, a direção da Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia informou que ocorreu na manhã de ontem uma reunião entre membros do corpo diretivo do HC e da Secretaria Municipal de Saúde. "Na ocasião, foi entregue pela SMS uma nova versão do contrato entre a FBHC e a Prefeitura de Aracaju, que está sendo analisada durante esta tarde (ontem) pela Direção da Fundação. Ainda hoje (ontem) haverá mais uma reunião entre o HC e a SMS. A expectativa é a de que o novo contrato seja assinado nos próximos dias. Além disso, foi acordada a liberação de parte dos recursos devidos, com o que a FBHC espera que o atendimento na Unidade Vascular Avançada seja normalizado o mais breve possível", informou.