Casa cheia para Tetê Nahas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Tetê Nahas - Aplausos no sul maravilha
Tetê Nahas - Aplausos no sul maravilha

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/07/2014 às 00:53:00

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Não é todo dia que um grupo de teatro sergipano se lança na aventura de pegar a estrada e é recebido com tantos aplausos no sul maravilha. No caso em questão, contudo, não era pra menos. Tetê Nahas não pisou a primeira vez num palco ontem. Colhe agora o produto incontestável da semeadura.

Não deu pra quem queria. Encerrando a passagem pelo sudeste, a Companhia das Artes Tetê Nahas teve uma grata supresa: Os ingressos para o musical "O Corcunda de Notre Dame" para a sessão desta terça-feira, 15, no Teatro Pablo Gonzalles Ottala, esgotaram. "Felicidade, animação, euforia, mas muita responsabilidade. Agradeci a todos e a Deus e, prontamente, disponibilizamos outra sessão, que também está esgotada. Sem palavras", destacou a  atriz e bailarina Tetê Nahas, diretora da Cia de Artes que leva seu nome.
"Além disso, faremos intervenções pelas ruas da cidade, metrô, MASP catedral da Sé", avisa o ator e assistente de coreografia Johnantan Resende. E a companhia não para por aí. Contemplada com o Premio Myriam Muniz 2013, na categoria circulação o grupo seguirá para Recife. Na capital pernambucana "O Corcunda de Notre Dame" vai integrar a programação do 11 Festival de Teatro Para Crianças de Pernambuco.

Rio de Janeiro - O grupo fez duas apresentações no Rio de Janeiro: a primeira no Convento Santo Antonio no Largo da Carioca, onde foi gravado um DVD em alta definição no cenário histórico; e a segunda na Nave do Conhecimento Santiago Andrade, na Triagem.  O espaço foi pequeno para a quantidade de pessoas que foram prestigiar a montagem. O diretor da Nave do Conhecimento agradeceu: "Foi lindo, emocionante, tocante e a lista de adjetivos seria infinita. Mas pode ser resumida no poder que a Arte sempre terá se mover os universos interiores das pessoas. Parabéns a Tetê e sua companhia tão alegre e disposta a brilhar. Com dedicação e trabalho. Como nordestino que sou me orgulho mais ainda das origens se vocês. Uma salva de palmas a todos", parabenizou.

O espetáculo - "O Corcunda de Notre Dame", musical adaptado do texto de Victor Hugo, é uma aventura que fala de amor, amizade e respeito além dos preconceitos. No palco, 20 atores, que além do texto, cantam e dançam para recriar a Paris da Idade Média, quando vive Quasímodo, um corcunda enclausurado nos porões da catedral de Notre Dame desde a infância.
Um dia, Quasímodo decide sair da escuridão em que vive e conhece Esmeralda, uma bela cigana por quem se apaixona. Mas para conseguir concretizar seu amor ele terá que enfrentar o poderoso Claude Frollo, e seu fiel ajudante, Febo.

O espetáculo marcou a estréia da Companhia das Artes Tetê Nahas em 2012. "Nossa proposta é unir teatro, dança e música numa só pulsação. A montagem do Corcunda promete momentos de aventura, riso e lágrimas. Não podemos parar de discutir aquilo que está calado. Vim e estou querendo burlar, mexer... estou querendo discutir da melhor forma, discutir com arte, levando o debate com muita alegria aquilo que o mundo precisa ver, reconhecer e acreditar", explicou Tetê Nahas.