Governo investirá R$ 450 mil no edital de apoio a oficinas culturais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/07/2012 às 14:54:00

Uma grande iniciativa em prol do acesso à cultura foi lançada pelo Governo do Estado na tarde da última segunda-feira, 9 de julho. Trata-se do Edital de Apoio a Oficinas Culturais, realizado através das Secretarias de Estado da Cultura (Secult) e da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seides), que faz parte do Plano Sergipe Mais Justo. O investimento do poder público apenas nessa ação é de R$ 450 mil.

O principal objetivo do projeto é contribuir na promoção da inclusão social da população em situação de extrema pobreza através de ações culturais. Os detalhes do Edital de Apoio a Oficinas Culturais foram apresentados no auditório do Museu da Gente Sergipana, e reuniu alguns artistas e agentes culturais sergipanos.

O diretor de planejamento e orçamento da Seides, Ciro Brasil, fez uma explanação sobre o projeto e mostrou aos agentes quem pode participar e quais as especificidades do projeto. "Será um projeto de grande importância para a erradicação da pobreza no estado", frisou.

A secretária de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, esteve presente no evento e destacou a importância do edital. "Há mais ou menos 12 anos o Governo Federal determinou uma nova forma de ver cultura e passou a fazê-la através de três dimensões: a simbólico, a econômica e a de inclusão social. Nós estamos trazendo essa realidade para Sergipe através de um edital que visa chegar nas comunidades mais pobres da região metropolitana de Aracaju e fazer com que elas tenham acesso à cultura e oportunidades de garantia de renda por meio de seus talentos artísticos", explicou.

Projetos - Ao todo, serão selecionados 30 projetos (15 em Aracaju, cinco em Nossa Senhora do Socorro, cinco em São Cristóvão e cinco na Barra dos Coqueiros). Cada instituição ou pessoa física será contemplada com um valor de R$ 15 mil para viabilizar oficinas nas áreas de Artes Visuais, Artes Cênicas, Música, Literatura, Audiovisual, Artes Integradas e Cultura Popular.

Os projetos serão financiados com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), e deverão ter como protagonistas ou beneficiários jovens de 16 a 29 anos, residentes nas comunidades ou municípios que estão inseridos no programa, e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Para o artista plástico Elias Santos, lançar uma ação com um caráter sociocultural é uma atitude muito digna do Governo do Estado. "As comunidades carentes precisam deste contato cultural e nós percebemos uma carência incrível em todos os municípios com a cultura. Por isso, acredito que esta oficina vem em um bom momento e será um grande marco para todos que fazem cultura em Sergipe", completou.