Campanha 'Essa vaga não é sua nem por um minuto' acontece em shopping de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O vereador Lucas Aribé e a SMTT coordenaram as ações  para cobrar o respeito a vagas dos deficientes
O vereador Lucas Aribé e a SMTT coordenaram as ações para cobrar o respeito a vagas dos deficientes

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/07/2014 às 00:53:00

Pela segunda vez, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) realizou a campanha 'Essa vaga não é sua nem por um minuto', em Aracaju. A mobilização aconteceu nesta sexta-feira, 18, na área de estacionamentos do Shopping Riomar, com cadeiras de rodas espalhadas nas vagas especiais para idosos e pessoas com mobilidade reduzida, no intuito de conscientizar a população quanto ao uso inadequado dessas vagas. A campanha é uma parceria com o vereador Lucas Aribé.

Ao procurarem uma vaga no estacionamento, as pessoas notaram as cadeiras de rodas com frases de impacto como 'Volto já! É rapidinho' e 'É só por um minutinho', que são as justificativas constantes das pessoas que param nas vagas especiais, mas que não têm direito a elas. De forma lúdica, o Grupo de Teatro 'Os Cones' da SMTT falava com idosos, cadeirantes e demais pessoas que chegavam ao shopping, enquanto uma equipe da coordenação de educação para o trânsito fazia o cadastro para o cartão obrigatório de utilização da vaga.

No momento da campanha, os condutores que estacionavam nas vagas especiais e que não possuíam o cartão obrigatório não estavam sendo autuados, mas o coordenador de Comunicação Social da SMTT, Flávio Vasconcelos, disse que os agentes de Trânsito estão fiscalizando os estacionamentos de ambos os shoppings da cidade, assim como os estacionamentos nas áreas públicas, para garantir que as vagas sejam ocupadas corretamente.

Ele lembrou ainda que mesmo idosos e pessoas com deficiência precisam do cartão para ter acesso às vagas destinadas a eles, caso contrário, confere em descumprimento da Lei de Trânsito. "Parando na vaga do idoso e do deficiente, a pessoa comete uma infração leve, prevista no Código Brasileiro de Trânsito, com multa de R$ 53,20, além de ter três pontos lançados na carteira de habilitação, em razão do descumprimento da legislação", explicou.

Parceiro em diversas ações da SMTT, o vereador Lucas Aribé promove o projeto 'Aracaju Acessível', do qual a campanha 'Essa vaga não é sua nem por um minuto' faz parte. "É importante conscientizar a população sobre o respeito às vagas da pessoa com deficiência e dos idosos; reforçar o lado cidadão para que essas pessoas tenham direito às vagas, que são exclusivas e devem ser respeitadas, uma vez que, se o indivíduo não fizer isso, estará cometendo infração de trânsito", disse Lucas.
O aposentado Hélio Barreto foi uma das pessoas que fez o cartão obrigatório na campanha. Para ele, é importante que o idoso e o deficiente físico tenham direito a vagas especiais, já que ambos possuem dificuldade de locomoção e precisam estacionar o mais próximo possível do lugar onde desejam ir. "Eu queria fazer mas, de vez em quando, chegava aqui tinha fila e eu deixava para depois, mas hoje eu encontrei uma facilidade maior e para mim foi muito importante", concluiu.

Para fazer o cartão obrigatório, o idoso deve ir à sede da SMTT, localizada na rua Roberto Fonseca, nº 200, no Inácio Barbosa, portando a Carteira de Identidade. Já a pessoa com deficiência deve levar, além da Carteira de Identidade, um laudo médico que comprove a deficiência. O cartão também pode ser feito no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) do Shopping Riomar.