Sábado tem chorinho na Orla Pôr do Sol

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/07/2012 às 15:20:00

Ritmo derivado do samba, que geralmente canta em seus versos os assuntos do coração, o chorinho é coincidentemente a especialidade do cardiologista José Carlos Santana, que canta e toca seu bandolim no Grupo Bom de Nós. Eles são a atração deste sábado, 14, do Projeto Orla Pôr do Sol da Fundação Municipal de Cultura e Turismo de Aracaju (Funcaju).

O grupo Bom de Nós surgiu em 2001. Idealizado por José Carlos, passou por várias formações diferentes até chegar a atual que tem, além do cardiologista, o também médico João Lima tocando saxofone; o funcionário público Carlos Henrique Luthinni e seu cavaquinho; o representante comercial Juarez Amaral, que canta e toca pandeiro; o músico Willams Santos no violão e o enfermeiro e violonista Ricardo Vieira, com seu 7 cordas, acompanhado da esposa Maiume Vieira, cantora.

O grupo pretende lançar, em outubro, o primeiro CD, feito só de composições próprias, autoria do líder José Carlos. Em suas apresentações, o Bom de Nós interpreta não só o seu choro, mas também músicas de outros artistas do estilo, da MPB e do samba-canção a exemplo de Noel Rosa, Pixinguinha, Valdir Azevedo, Jacó do Bandolim, Cartola, Tom Jobim e Paulinho da Viola.

Os sete chorões apresentam sua música com frequência semanal, em casas noturnas de Aracaju, mas também recebem convites para shows fora do Estado. Como a confirmada ida à Brasília, sem data confirmada até o momento, para tocar no tradicional Clube do Choro.

Orla Pôr do Sol - A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) buscou no Projeto Orla Pôr do Sol, organizado pela Funcaju, um instrumento que aliasse a necessidade de incentivar a cultura e o trabalho dos artistas locais, à oferta de opções de atrativos turísticos na capital. Além de desenvolver, trazendo visitantes, o comércio de lazer na nova orla do Mosqueiro, na Zona de Expansão, construída às margens do rio Vaza-Barris.