Por um celular, bandidos matam eletricista no Industrial

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/08/2014 às 00:48:00

O eletricista Elvis de Jesus Cavalcante, 23 anos, foi vítima de mais um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) acontecido em Aracaju. Às 19h30 de anteontem, ele foi assassinado por dois assaltantes que roubaram seu telefone celular e lhe deram um tiro no abdômen. O crime aconteceu na Rua São João, Bairro Industrial (zona norte), em frente à casa da vítima. Elvis chegou a ser socorrido pelos próprios familiares e internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), mas morreu por volta das 23h, quando estava prestes a ser operado.

Segundo informações da família, o eletricista tinha acabado de voltar de um evento político e estava conversando na porta de casa com dois amigos e carregava o celular nas mãos. Foi o instante em que os dois criminosos chegaram a bordo de uma moto vermelha e anunciaram o assalto. Os amigos relataram que os ladrões já estavam observando as vítimas e que o tiro foi disparado pelo garupa da moto, ao mesmo tempo em que ele anunciava o assalto. "Eles passaram de moto, pararam na esquina e, quando a moto voltou, eles passaram pelo meio e já foram metendo bala", disse uma das testemunhas. Uma motocicleta de Elvis estava estacionada na porta da casa, mas não foi levada pelos bandidos.

O corpo foi velado ontem na casa do eletricista, diante da revolta e da tristeza dos pais, amigos e parentes. O pai do rapaz, José Monteiro, não acredita que o filho tivesse reagido ao assalto. "Eu tenho certeza que ele não reagiu. Eu ensinava ele a não reagir, que entregasse o aparelho. E mesmo entregando o aparelho, eles atiraram no meu filho e levaram o aparelho. Não acredito que meu filho foi assassinado por causa de um celular", desabafou, ao classificar Elvis como um rapaz tranquilo, amigável e sorridente.  

O crime deve ser investigado pela 3ª DM, no Santos Dumont. Foi o segundo latrocínio ocorrido em menos de um mês na zona norte da capital. Em 16 de julho, o estudante Edvânio Silva do Amaral, 15 anos, foi baleado no bairro Santos Dumont, na porta da casa de sua namorada, por dois marginais que roubaram os telefones celulares e uma corrente de prata do casal. A polícia ainda investiga os matadores, que fugiram em um carro de cor prata. (Gabriel Damásio)