DE MINAS PARA SERGIPE, PURA COINCIDÊNCIA?

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/08/2014 às 00:57:00

 Teria sido uma simples coincidência a transferência de um superintendente do BNB em Minas, para vir ocupar a superintendência em Sergipe? É exatamente aquele que participou das tratativas para a liberação do vultoso empréstimo de 55 milhões de reais à empresa Sisan Agropecuária, aquela, com endereço fajuto em Itabaiana.
Não andam nada satisfeitos com o superintendente que veio de Minas os produtores da agricultura familiar, os assentados do MST, e os técnicos do programa de reforma agrária em Sergipe. O superintendente engavetou pleitos para a aquisição de terras, retarda negociações de dividas dos assentados, e, sobre tudo isso, paira a suspeita de uma deliberada ação político-eleitoral que caberia à direção geral do BNB investigar, para dirimir dúvidas que em última análise afetam a imagem do banco estatal.