ERMÍRIO DE MORAIS E A POLÍTICA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/08/2014 às 15:08:00

Nos anos 80 o empresário Ermírio de Morais sentiu-se atraído pela política partidária e resolveu ser candidato ao governo de São Paulo. Não era um profissional do ramo, apenas um idealista que imaginava levar ao governo a experiência que adquirira como empresário, o vasto conhecimento que tinha da realidade paulista e brasileira. Como o eleitorado nem sempre escolhe o melhor, o mais experiente, o que não é corrupto, e as vezes se deixa iludir por discursos fáceis e promessas irresponsáveis. Ermírio foi derrotado por Quércia, que até dizia representar a renovação. Certamente, se houvesse governado São Paulo, Ermírio teria elaborado planos consistentes para que no futuro próximo não acontecessem os problemas que hoje martirizam os paulistas, tais como o caos urbano, a deterioração da qualidade de vida, e uma imensa imprevidência não acabasse por deixar sem água a maior cidade do país, uma metrópole de quase 12 milhões de habitantes, para a qual se esqueceram de construir um sistema confiável de abastecimento.