Nova adutora aumenta em 100% oferta de água em Itabaianinha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/09/2014 às 00:17:00

Desde junho deste ano, a falta de água não é mais um problema para a população de Itabaianinha que viu o abastecimento no município aumentar em 100% graças à conclusão de uma das etapas do novo sistema integrado de abastecimento de água das cidades de Umbaúba, Itabaianinha e Tomar do Geru. Na quarta-feira, 27, o governador Jackson Barreto obteve do ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, a garantia de liberação de R$ mais 13,4 milhões destinados ao PAC de Prevenção da Seca. Os valores garantirão a continuidade desta obra, além de outras duas adutoras - a do Alto Sertão e Sertaneja- que juntas beneficiarão aproximadamente 355,88 mil sergipanos.

"Os resultados desta grande obra já são percebidos em Itabaianinha, pois já entrou em funcionamento uma parte da obra que, no momento, assegura uma vazão de 100 litros por segundo, graças à tubulação de maior dimensão de 400 milímetros", explica o engenheiro da Deso que gerencia a obra de construção da ETA em Umbaúba, Hunald de Carvalho Júnior, referindo-se à obra que pode ser verificada ao logo da pista que interliga os municípios e onde os operários ainda trabalham finalizando os serviços.

Segundo o engenheiro, antes a vazão para este município do Sul sergipano, que durante décadas conviveu com as dificuldades da escassez no abastecimento, era de apenas 50 litros por segundo e de forma irregular, uma vez que as tubulações antigas quebravam muito.  "A previsão é que, daqui a dois meses, após trocarmos as bombas da Estação Elevatória Intermediária, a vazão chegue a 140 litros por segundo".
O investimento total na obra para construção dessa nova adutora, que beneficiará uma população estimada em cerca de 80 mil pessoas que sofriam constantemente pela precariedade da oferta de água na região, é de R$ 69 milhões. Este investimento, fruto de uma parceria com o Governo Federal (Ministério da Integração Nacional) através da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento voltado às obras de combate à seca (PAC Seca), está sendo executada pela Companhia de Saneamento de Sergipe - Deso, e tem a previsão de estar concluída em junho de 2015.

Com 81 quilômetros de extensão, ao todo, a obra inicia com um sistema de captação no riacho Guararema, em Umbaúba, a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA), que se encontra com cerca de 40% de suas obras concluídas, a implantação de 13 reservatórios, a construção de mais cinco, a reforma de quatro estações elevatórias e a ampliação e instalação de 102 km de rede de distribuição.
"Breve, o que estimamos para junho de 2015, todos esses municípios e suas respectivas localidades já contarão com um fornecimento regular e com água de qualidade. A partir daí, nossa meta será trabalhar aperfeiçoando a rede de distribuição, tentando conscientizar a população em relação a evitar desperdícios, bem como o combate aos vazamentos e rompimentos no sistema", ilustrou Hunald de Carvalho.