Dados do Vox Populi

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/09/2014 às 00:40:00

rittaoliveira@jornaldodiase.com.br  -  rittaoliveira@uol.com.br

A segunda pesquisa do Vox Populi divulgada ontem à noite pela TV Atalaia mostra um empate técnico entre os dois principais candidatos ao governo. Jackson Barreto (PMDB) está com 36% das intenções de votos e Eduardo Amorim (PSC) com 34%. Coincidentemente os dois aparecem com o mesmo percentual da primeira pesquisa, divulgada no dia 31 de julho.

A candidata do PSOL, Sônia Meire, permanece em terceiro lugar com 3%; o candidato do PTN, Betinho, vem em quarto lugar com 1% das intenções de voto e com 0% o candidato Airton, do PPL. Com relação à primeira pesquisa, Sônia caiu 1%, já que tinha 4% das intenções de voto em julho. O Betinho permaneceu com 1% e o Airton sem citação nenhuma.
Ainda pela pesquisa, votariam branco ou nulo para o governo do Estado 13% dos entrevistados e não sabem em quem votaria 13%.

A pesquisa mostra que diminuiu a rejeição ao candidato Jackson Barreto e aumentou a do candidato Eduardo Amorim. Na primeira pesquisa Barreto tinha uma rejeição de 21% e agora ela caiu para 19%. Já Amorim tinha uma rejeição de 13% em julho e agora em setembro ela é de 17%.

Assim como aconteceu com Jackson Barreto, diminuiu a rejeição aos candidatos Sônia Meire e Betinho. Em julho, Betinho tinha uma rejeição de 11% e agora ela é de 8%, Sônia tinha uma rejeição de 5% e hoje baixou para 4%. Airton permanece com uma rejeição de 4%.

Já para o Senado, a candidata Maria do Carmo (DEM) aparece com 43% dos votos dos entrevistados, Rogério Carvalho (PT) dispõe de 18%, Marques (PCB) e Leandro (PSTU) aparecem com 2% e Bila (PPL) vem em último lugar com 1%. Votariam branco ou nulo 18% e não sabem em quem votar 16%.
Mostra ainda a pesquisa que Maria do Carmo caiu enquanto Rogério Carvalho cresceu. No Vox Populi de julho a candidata do DEM tinha 53% e agora tem 43%. Já o candidato do PT aparecia com 10% e hoje com 18%. Marques também caiu de 3% para 2% e os outros dois candidatos permanecem com o mesmo percentual.

Ainda de acordo com a pesquisa para o Senado, Maria do Carmo foi a única candidata que cresceu em rejeição. Em julho ela tinha uma rejeição de 7% e agora é de 10%. A rejeição a Rogério caiu de 15% para 14%, a de Bila diminuiu de 14% para 11%, e a de Leandro e Marques diminuiu de 4% para 3%.
A exceção dos números para o governo, existe uma semelhança entre a pesquisa da Vox Populi com a do Ibope: Maria do Carmo permanece com boa folga, mas caiu e tem maior rejeição e Rogério cresceu e tem menor rejeição. O percentual das duas pesquisas é semelhante: pelo Ibope Maria tem 41% e Rogério 20%. Os outros candidatos também tem percentual semelhante.

Agora, é gritante os números para o governo. Pelo Ibope, cuja pesquisa foi realizada no mesmo período da Vox Populi, Jackson tem 41% contra 33% de Eduardo. A diferença é de 8%. Pela Vox Populi existe um empate técnico, com uma ligeira vantagem de 2% para Jackson.
A pesquisa Vox Populi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ouviu 800 eleitores em 31 municípios, inclusive Aracaju, entre os dias 28 e 30 de agosto. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos, havendo percentual de 95% de confiabilidade.

Para o Planalto 1
Para presidente da República, a pesquisa do Vox Populi divulgada ontem pela TV Atalaia mostra que Dilma Rousseff permanece na liderança em Sergipe com 47% das intenções de votos, Marina Silva (PSB) vem em segundo com 30% e Aécio Neves (PSDB) em terceiro com apenas 6%. O pastor Everaldo (PSC) nem foi citado, assim como os outros candidatos. Votariam branco ou nulo 8% dos entrevistados e não sabem em quem votar também 8%.

Queda
A pesquisa mostra que Dilma e Aécio caíram nas pesquisas. Na primeira, realizada em julho, a candidata do PT tinha 51% das intenções de voto e hoje tem 47% e o candidato tucano tinha 14% e despencou para 6%. O candidato do PSC chegou a ser citado na primeira pesquisa, com 3%, e nessa não foi citado.
 
Registro 1
Ontem, o que mais se comentou nas rodas políticas foi o crescimento da rejeição do candidato a governador Eduardo Amorim, de acordo com a pesquisa do Ibope. Isso porque, de uma pesquisa para outra, a rejeição aumentou 5%, passando de 27% para 33%, se igualando ao candidato governista Jackson Barreto.

Registro 2
Também se comentou muito a queda de intenção de votos para a candidata ao governo Sônia Meire, do PSOL. Pelo Ibope, Sônia caiu de 4% para 2%, o que pode fazer com que a eleição seja decidida no primeiro turno. Sem falar que os outros candidatos Betinho (PTN) e Airton (PPL), que tinham 2%, caíram para menos de 1% os dois juntos.  

Satisfação
A ex-primeira-dama Eliane Aquino, que coordena a campanha de Dilma Rousseff em Sergipe, ainda comemora o resultado do Ibope no Estado. Isso porque Dilma lidera a pesquisa com 48% das intenções de voto, estando Marina (PSB) bem atrás com 27% e Aécio Neves (PSDB) aparecendo em terceiro com apenas 7%.

Plágio 1
O candidato Eduardo Amorim passou a adotar uma frase similar a dita pelo presidenciável Eduardo Campos (PSB) na véspera da sua morte trágica em acidente aéreo, quando entrevistado pelo Jornal Nacional: "Não vamos desistir do Brasil". Em atos políticos Amorim vem afirmando: "Eu não vou desistir nunca de Sergipe".

Plágio 2
Declara ainda o candidato a governador do PSC: "Essa frase de Eduardo Campos em relação ao Brasil está mudando a história do Brasil. Desistir? Nunca. Quando eu penso naquelas pessoas que estão sofrendo nas macas dos corredores de hospital eu não tenho o direito de desistir. Lutarei sempre porque a realidade é muito perversa. Só se muda com coragem e determinação. É esse apelo que faço a todos os amigos: não desista de Sergipe".

Calcanhar de Aquiles
Nas entrevistas que vem concedendo a imprensa, o candidato Jackson Barreto vem sempre sendo questionado sobre as Fundações de Saúde. Explica que elas foram inovadoras e criadas num momento importante. "As fundações não podem ter o mesmo tamanho e estrutura financeira da Secretaria de Saúde. Quando temos uma fundação do mesmo tamanho de uma Secretaria de Saúde você tira os recursos da atividade fim e aplica na atividade meio. Não pretendo acabar com as fundações, mas vou fazer uma reforma do ponto de vista daquilo que imagino como devem ser as fundações. São órgãos que precisam priorizar o povo e cuidar da saúde das pessoas".

Agenda AE
Na agenda de hoje de Eduardo Amorim consta reunião com a equipe de marketing e comunicação, às 8h; reunião com agentes penitenciários, às 15h; reunião com Policiais Militares, na Assomise, às 16h; caminhada no Santos Dumont , com concentração no Terminal da Maranhão, às 16h. Já à noite o candidato vai a Arauá, para um comício às 20h, no centro da cidade.

Agenda JB
Já o candidato a governador tem na agenda desta sexta-feira um café da manhã com ABIH, às 8h, em um hotel da orla; e às 19h mini carreata em Nossa Senhora do Socorro, nos conjuntos  Marcos Freire,  Fernando Collor,  João Alves e no Mutirão. A concentração é na Av. Principal do Conjunto João Alves.

Homenagem
Durante show que realizou anteontem à noite, no Teatro Tobias Barreto, o cantor Moraes Moreira prestou homenagem ao ex-governador Marcelo Déda. Depois de pedir licença para interromper o show por alguns minutos para uma "simples" homenagem ao ex-governador, o cantor baiano contou que no último show que fez em Aracaju Déda estava sentado na primeira fila e que ele era "um dos poucos políticos no Brasil que ainda valia a pena". Foi muito aplaudido.

Alerta
Do deputado federal Márcio Macêdo (PT) ao convidar a população a participar do plebiscito pela realização de uma Constituinte para a reforma política que acontece até o dia 7 de setembro: "Esta eleição tem demonstrado que o atual modelo do Sistema Político Brasileiro se esgotou faliu. A influência do poder econômico e o financiamento privado nas campanhas demonstram a necessidade urgente de se fazer uma reforma política sob pena do Brasil não suportar mais eleições sucessivas com esse modelo. Com isso, é importante que o cidadão participe do plebiscito".

Esclarecimento 1
A Universidade Tiradentes não levou os alunos para a entrevista do candidato a governador Eduardo Amorim, promovida por um jornal semanário, conforme informou a coluna, na edição de ontem, para fazer campanha para o candidato. Segundo o professor Álvaro Müller, titular da disciplina Redação Jornalística, quem levou os estudantes foi ele. Revelou que ele os levará novamente na próxima quarta-feira, para a entrevista do candidato Jackson Barreto.

Esclarecimento 2
"Julgo importante que os meus alunos participem - como aprendizes de repórteres, e não cabos eleitorais - deste momento crucial para a nossa democracia. É o aprendizado na prática e eu até lamento não ter vivido esta experiência enquanto estudante. Quero também defender meus alunos, que em momento algum protestaram contra a atividade. Ao contrário, compareceram em massa, cumpriram com a postura ética que o jornalismo exige, formularam perguntas pertinentes e enriqueceram o debate - como, tenho certeza, enriquecerão novamente na próxima quarta-feira. Além da participação nas discussões, a turma tem que me entregar matérias sobre cada candidato, e a isenção diante dos fatos faz parte da avaliação", explicou o professor.

Veja essa...
Tem um candidato nas eleições deste ano que teria até prometido pagar uma cirurgia para colocação de silicone em uma jovem eleitora de um município da grande Aracaju, caso votasse com ele e arranjasse mais uns votos. Nessa campanha, vale tudo pelo voto do eleitor.

Curtas
Edvan Amorim e o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, Flávio Conceição, tomaram café da manhã ontem, numa padaria portuguesa, do Bairro Garcia.

Do candidato a senador Rogério Carvalho (PT), anteontem à noite, durante carreata nos Bairros Bugio e Jardim Centenário, ao tomar conhecimento da pesquisa do Ibope que aponta o seu crescimento: "Vamos fazer campanha".

Prosseguiu Rogério: "O que não podemos hoje é deixar que uma cadeira vazia dificulte a vida dos trabalhadores, da dona de casa, daqueles que precisam de ajuda. Um senador é quem pode trazer recursos para o estado para ajudar essas famílias e com certeza estarei pensando em vocês cada dia que estiver no senado".

Se vivo estivesse, o ex-deputado federal Pedrinho Valadares teria completado ontem 49 anos. Pedrinho morreu no último dia 13 de agosto vítima de um acidente aéreo com mais seis pessoas.

Ninguém aguenta mais a repetição da propaganda que vem sendo utilizada pelos candidatos do PPL, no programa eleitoral gratuito no rádio e na televisão. É a mesma desde o início do horário eleitoral, que aborda a morte de Eduardo Campos, que já está perto de fazer um mês.

rittaoliveira@jornaldodiase.com.br  -  rittaoliveira@uol.com.br