"O povo de Itabaiana está do lado de quem trabalha", afirma dona de casa durante carreata

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson e aliados durante carreata no município de Itabaiana
Jackson e aliados durante carreata no município de Itabaiana

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/09/2014 às 00:25:00

A recepção em Itabaiana reflete a liderança de intenção de votos do peemedebista nas pesquisas sobre a sucessão estadual. Durante carreata que percorreu Lagarto, São Domingos, Macambira e Campo do Brito, chegando à cidade serrana os itabaianenses foram para as ruas mostrar que querem a continuidade do projeto que implantou leitos de UTI no Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, implantou base do Samu e clínicas de Saúde e está construindo sete galpões industriais.

Dona de casa, Vandete Menezes reuniu a família para cumprimentar Jackson e Luciano Bispo. "O povo de Itabaiana está do lado de quem trabalha. Aqui todo mundo é 15". "Não tem outra pessoa para governar nosso estado. Jackson faz um bom trabalho e fará ainda mais coisa por Itabaiana", disse Sandra Santos.
"Estou aqui pedindo um voto de confiança para continuar no governo e trabalhar ainda mais por Itabaiana. Não podemos permitir que Sergipe vire um balcão de negócios. O que vi em Itabaiana é a aceitação de nosso trabalho. Essa foi a maior carreata que já realizamos aqui, saio com a certeza que teremos uma votação expressiva nessa terra", declarou Jackson.

Macambira - Antes de chegar a Itabaiana, a carreata tinha passado por Lagarto, São Domingos, Macambira e Campo do Brito. Em Macambira, Jackson criticou o prefeito Ricardo Alves (PSD) que descredenciou o município do programa Mais Médicos.

"Nosso lado é o lado do povo. Trouxemos a obra do mercado e traremos muito mais nos próximo quatro anos. Os médicos cubanos saíram daqui por incompetência do prefeito. Senhor prefeito, respeite a população de macambira, a prefeitura e me respeite. Assuma seus atos", disse.
Liderança local, Luciano de Vital defendeu a candidatura de Jackson. "Visto a camisa dessa campanha porque acredito na capacidade de trabalho de Jackson. Quanto aos médicos cubanos, o prefeito tirou os profissionais de saúde para dizer que foi Jackson Barreto. Estão fazendo uso político da saúde do povo".

Campo do Brito - Ao longo de toda a caminhada pelas principais vias de Campo do Brito, o peemedebista foi abraçado, beijado e saudado como símbolo da continuidade das transformações vivenciadas em Sergipe nos últimos anos.
"Acompanho esse grupo há muito tempo. Estou vendo minha cidade diferente por conta do trabalho de Jackson e de Déda, como é que vou votar em outro candidato? A cidade melhorou 100%. Antes vivíamos numa situação crítica. Não tínhamos médico, calçamento. Hoje, Campo do Brito está linda", afirmou o aposentado João Bispo.

Ao lado dos candidatos Rogério Carvalho, Fábio Reis, Gustinho Ribeiro, Fábio Mitidieri, Valadares Filho e João Daniel, Jackson defendeu os investimentos na agricultura familiar.
"Quero dizer que a obra que a gente faz na cidade, o povo vê. Construímos quadra de esportes, a clínica de saúde 24 horas, fizemos pavimentação. A obrigação do governo é cuidar dos mais pobres. Na nossa próxima gestão, investiremos ainda mais na agricultura familiar, base da economia do agreste".

O prefeito Léo Rocha (PSB) disse que Jackson é um governador presente. "Esse palanque tem compromisso com Campo do Brito, o que o outro grupo não tem. Esse governo trouxe cinco quilômetros de asfalto, escola, praça, quadra de esportes. Em menos de um ano, Jackson esteve aqui 13 vezes, ou seja, é um governador presente. Que tem o que mostrar. Dia 5 de outubro, vamos eleger Jackson, Belivaldo e Rogério".