Dunga chama Kaká para vaga de Ricardo Goulart, em jogos contra Argentina e Japão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Kaká retorna à Seleção Brasileira, de Dunga, na vaga de Ricardo Goulart
Kaká retorna à Seleção Brasileira, de Dunga, na vaga de Ricardo Goulart

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/10/2014 às 00:48:00

São Paulo, SP - Após ver concorrentes como Cruzeiro e Corinthians se darem mal na primeira convocação do técnico Dunga, chegou a vez do São Paulo se dar mal também. Nesta sexta-feira 3, o técnico da Seleção Brasileira anunciou a convocação do meia Kaká para os duelos contra a Argentina, Superclássico das Américas 2014, no dia 11 de outubro, em Pequim, e no amistoso contra o Japão, no dia 14 de outubro, em Cingapura.

O anúncio da convocação de Kaká foi feito pelo São Paulo, que recebeu aviso de Gilmar Rinaldi (coordenador de seleções da CBF - Confederação Brasileira de Futebol) na manhã desta sexta-feira, enquanto o elenco treinava no CT da Barra Funda. Também é do São Paulo, a informação de que o meia foi chamado para o lugar de Ricardo Goulart, do Cruzeiro, que sofreu um estiramento muscular no treino desta sexta.
Kaká não era chamado à seleção brasileira desde o começo do ano passado, quando participou de amistosos contra Itália e Rússia, sem agradar a Felipão. Desde a Copa do Mundo de 2010, só jogou cinco vezes pela Seleção, entre outubro de 2012 e março de 2013. Agora, ganha nova chance com Dunga, aos 32 anos.

Na quinta-feira, o treinador havia feito outras duas alterações na lista para os amistosos contra Argentina (dia 11, em Pequim) e Japão (dia 14, em Cingapura). Cortou Ramires e chamou, para o seu lugar, o estreante Souza, volante do São Paulo. Jefferson, mesmo machucado, segue convocado, mas o goleiro Marcelo Grohe, do Grêmio, foi chamado para ficar à disposição em caso de o botafoguense ser vetado.

Servindo à seleção, Kaká vai desfalcar o São Paulo em três partidas. Pelo Brasileirão, não pega o Atlético-PR, dia 8, no Morumbi, nem o Atlético-MG, quatro dias depois, em jogo inicialmente marcado para o Independência. Depois, será problema para Muricy Ramalho contra o Huachipato, no Chile, dia 15, pelas oitavas de final da Copa sul-americana.