Programação especial marca Outubro Rosa no Caism

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/10/2014 às 00:41:00

As mulheres que forem ao Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism) nessa terça-feira, 7, serão recebidas com uma programação especial pelo Outubro Rosa. A programação será aberta oficialmente às 8h, e às 9h haverá palestra sobre câncer de mama com o oncologista Antônio Carlos de Freitas Moura. A agenda segue durante todo o dia com depoimentos de mulheres vencedoras da doença, além de uma palestra sobre câncer de colo do útero com a enfermeira Marieta Gonçalves. A programação continua até a quarta-feira, 8.

Segundo a coordenadora Estadual de Atenção Especializada, Luciana Alves, as ações do Outubro Rosa no Caism contarão, também, com dinâmicas de grupo, ações educativas e mamografias, tendo essas como público alvo as mulheres de 50 a 69 anos. "O movimento Outubro Rosa é internacional e a nossa luta contra o câncer de mama é diária. O câncer de mama é a segunda causa de morte entre mulheres e, durante esse período, conversaremos ainda mais sobre como é importante fazer o autoexame e a mamografia para que os riscos sejam diminuídos", pontua.
O Caism é uma importante unidade da Secretaria de Estado da Saúde, especializada para usuárias do SUS que precisam de exames de média e alta complexidades para prevenção e diagnóstico do câncer de mama, sendo o atendimento regulado pelo Nucaar (Núcleo de Controle, Avaliação, Auditoria e Regulação), de Aracaju.

De janeiro a agosto de 2014, foram realizadas no Caism 3.583 mamografias, 1.659 consultas com mastologistas, 715 ultrassonografias mamárias e 419 Punções por Agulhas Finas (PAAF), procedimento diagnóstico para retirada e avaliação de nódulos.
"O Caism é um importante equipamento que oferece um amplo leque de serviços nas áreas de ginecologia clínica e obstétrica, mastologia, endocrinologia, cardiologia e reumatologia, prevenindo, diagnosticando e oferecendo tratamento para doenças que atingem as mulheres, a exemplo de Cirurgias de Alta Frequência (CAF) para colo do útero, contribuindo significativamente para salvar a vida de muitas sergipanas. Além da tecnologia, o Centro trata a sergipana com humanização e carinho, o que auxilia bastante no tratamento. O câncer de mama, quando diagnosticado precocemente, as chances de cura são altas", afirma Joélia Silva Santos, secretária de Estado da Saúde.