RECADO DURO

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson:  Soltando o verbo
Jackson: Soltando o verbo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/10/2014 às 00:42:00

O governador reeleito por Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), não mediu palavras para se referir a alguns colegas de partido que "viraram de lado" e não o apoiaram na campanha deste ano. Em entrevista ao programa "A Hora da Verdade", 103 FM, ele deixou claro que não vai compactuar com escolhas de alguns (ex) aliados.
"Peçam para sair do partido, antes que eu abra o processo de expulsão", sugeriu, se referindo a alguns vereadores do seu grupamento político do município de Capela. Para o governador, eles não honraram o compromisso de apoiá-lo e passaram para o outro lado a peso de ouro.

Jackson disse ainda ter ficado muito aliviado com a saída de políticos como o prefeito de Macambira Ricardo Souza e o seu pai Carivaldo Souza, ex-aliados do governador. Nessa "lavagem de roupa suja", ele não hesitou em citar nenhum nome, e finalizou seu desabafo com o ex-prefeito de São Cristóvão, Armando Batalha (atual secretário de governo do município). "Não via a hora de me livrar dele politicamente", alegou.

EXCELENTE DESEMPENHO
Um dos prefeitos que mais se destacou e mostrou nas urnas que todo o esforço na campanha se reverteu em votos para os seus candidatos, foi Juca de Bala (PMDB). Em Laranjeiras, o governador Jackson Barreto ganhou com 7.180 votos, uma diferença de 1.786 votos em relação a Eduardo Amorim. Outro destaque foi a votação do deputado federal Fábio Reis (3.421 votos), que venceu em Laranjeiras o primeiro lugar geral Adelson Barreto (PTB). Vale frisar que até mesmo para a Assembleia Legislativa, o candidato do prefeito, Jeferson Andrade, com 3.562 votos, teve uma votação maior que Paulinho Filho (PTdoB), que é da cidade. Em relação ao Senado, o quadro estadual se repetiu em Laranjeiras, mas com uma diferença mínima de 0,63% de Rogério Carvalho (PT) para Maria do Carmo (DEM). "Essa é uma vitória do projeto que está dando certo e que demonstrou força, unidade e aprovação popular", avalia Juca de Bala.

SEGUINDO A LINHA
Em Japaratuba a história de repetiu. Todos os candidatos do prefeito Hélio Sobral (PMDB) também foram os mais votados no município. A presidente Dilma Rousseff recebeu 6.293 votos, contra 1.954 do candidato Aécio Neves. No governo, Jackson Barreto teve 2.458 votos a mais que o adversário Eduardo Amorim. Destaque também para a cadeira da Assembleia legislativa, que em Japaratuba teve a candidata Conceição Vieira como a mais bem votada, total de 1.859 votos; e para a vaga na Câmara Federal que, assim como em Laranjeiras, teve Fábio Reis na frente, com 1967 votos. Para finalizar, o senador apoiado pelo prefeito Hélio Sobral também saiu na frente: foram 1428 votos a mais para Rogério Carvalho. "É uma grande prova de que a nossa administração tem recebido o apoio da população", acredita o gestor.
 
É HOJE
Em Brasília, prefeitos participam de mais uma Mobilização Permanente, uma ação municipalista coordenada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Entre as reivindicações, a aprovação do aumento do FPM, a prorrogação do prazo para o fim dos lixões e um novo reajuste para o piso dos professores.