Neymar foi o nome do jogo contra o Japão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Neymar se entendeu muito bem com Tardelli no primeiro tempo e reviveu com Robinho a famosa dupla do Santos
Neymar se entendeu muito bem com Tardelli no primeiro tempo e reviveu com Robinho a famosa dupla do Santos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/10/2014 às 00:08:00

Depois de perder chances claras contra a Argentina, Neymar acertou a pontaria nesta terça-feira 14, e voltou a ter uma atuação brilhante pela Seleção Brasileira ao anotar os quatro gols da vitória por 4 a 0 sobre o Japão, em um amistoso disputado em Cingapura.

O camisa 10 abriu o placar aos 17 minutos de jogo, ampliou aos 2 da etapa final, fez 3 a 0 aos 31, e anotou o quarto aos 35, chegando à marca de 40 gols com a camisa da seleção.
Com o triunfo, Dunga mantém 100% de aproveitamento na sua segunda passagem à frente da seleção, que já comandou de 2006 a 2010. A vitória sobre o Japão se soma a outras três sobre seleções sul-americanas (1x0 sobre Colômbia e Equador em setembro e 2x0 sobre a Argentina, no último sábado).
Depois de sofrer 10 gols nos dois últimos jogos da Copa do Mundo (7x1 para a Alemanha na semifinal e 3x0 para a Holanda, na disputa pelo terceiro lugar), o Brasil marcou oito e não levou nenhum em quatro amistosos.

Com a péssima qualidade do gramado, o Brasil errou muitos passes no primeiro tempo, mas melhorou na etapa final, ganhando mais velocidade com as entradas de Éverton Ribeiro e Philippe Coutinho, nos lugares de Oscar e Willian. Criou tantas chances claras que poderia até ser saído de Cingapura com um placar ainda mais elástico.

Kaká e Robinho participam da festa - Dunga fez três mudanças no intervalo, tirando Danilo, Willian e Oscar para as entradas de Mário Fernandes, Philippe Coutinho e Éverton Ribeiro. Destaque do Liverpool, Coutinho precisou de apenas dois minutos para se destacar. Deu uma linda enfiada de bola para Neymar, que ficou na cara do gol e não perdoou.
Miranda quase fez 3 a 0 aos 8 ao pegar a sobra de uma cobrança de escanteio do camisa 10, mas o goleiro Kawashima fez uma grande defesa. O Japão respondeu dois minutos depois com Okazaki, que encontrou espaço na direita e carimbou a trave.

Dunga mexeu novamente aos 19, colocando Robinho no lugar de Tardelli. O camisa 7 não demorou para recordar a parceria com Neymar dos tempos de Santos. O atacante do Barça pedalou na intermediária e abriu na esquerda para seu ídolo de adolescência, que chutou colocado, raspando a trave de Kawashima. Os são-paulinos Souza e Kaká entraram nos minutos finais, no lugar de Luiz Gustavo e Elias.
Kaká quase deixou o dele ao cabecear na trave aos 30, mas quem anotou o terceiro foi Neymar. Na continuação da jogada, Coutinho soltou uma bomba de fora da área e o goleiro deu rebote para o capitão fazer 3 a 0.

Mesmo depois de completar o 'Hat Trick', Neymar ainda tinha fome de gol e marcou o quarto de cabeça aos 35, em linda jogada coletiva que teve a participação dos dois veteranos, com Kaká tabelando para Robinho antes de cruzar para o camisa 10.