Bateu levou

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/10/2014 às 00:27:00

Quem conhece um pouco o governador reeleito Jackson Barreto (PMDB) sabe que ele não facilitará em nada a vida dos irmãos Amorim. Diferente do ex-governador Marcelo Déda, que era republicano, JB faz a política do bateu levou, amigo é amigo, inimigo é inimigo, não tem meio termo.
Por ter esse estilo, Jackson Barreto quando assumiu definitivamente o governo em dezembro de 2013 com a morte de Marcelo Déda, conseguiu o que o seu antecessor não conseguiu: obter maioria na Assembleia Legislativa para aprovar projetos do Poder Executivo.

Enquanto Déda teve que se humilhar publicamente para conseguir aprovar o Proinveste, após oito meses de muita luta, desgaste político, emocional e agravamento de saúde, o projeto finalmente foi aprovado pela oposição. Este ano, sem problema algum, Jackson conseguiu aprovar o ProRedes e esta semana o projeto que transfere receita dos royalties para a previdência social.
Nos quatro anos que terá pela frente como governador, Jackson não deve ter problema algum na relação com o Poder Legislativo. Não ganhou somente do senador Eduardo Amorim (PSC), como fez maioria na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados.

Ele não deve só se contentar em ter uma maioria de 14 deputados na Assembleia, contando com Goretti Reis (DEM), e de seis deputados federais na Câmara, incluindo Mendonça Prado (DEM). Vai querer mais e não terá problema nisso, pois o que não falta é oposicionista querendo ser governista hoje.
Segundo informações chegadas à coluna, além do deputado estadual Paulinho da Varzinhas (PTdoB), o deputado estadual eleito Valmir Monteiro (PSC) também deseja integrar a bancada governista.
Com uma bancada de 16 deputados estaduais na Assembleia, Jackson reduziria para oito a bancada dos Amorim no Poder Legislativo. Não é improvável que o governador eleito reduza a bancada dos Amorim para um deputado federal na Câmara dos Deputados.
Com isso, JB, com a sua perspicácia política, vai minando a base política dos Amorim para 2016 e 2018 e fortalecendo os seus projetos de governo e do seu grupo político ...

Especulação
Informações chegadas à coluna dão conta que o deputado estadual reeleito na coligação de Eduardo Amorim (PSC), o Paulinho da Varzinhas (PTdoB), pode vir a ser secretário de Estado. O objetivo é permitir que o filho/sobrinho do deputado federal eleito Adelson Barreto (PTB), o Adelson Barreto Filho (PSL), venha a assumir a Assembleia Legislativa na condição de primeiro suplente da coligação. Em troca, o governador Jackson Barreto (PMDB) teria o apoio de Adelson pai, campeão de votos nas eleições deste ano.

Viabilidade sim
Questionado se não seria pura fantasia o governador nomear secretário um deputado eleito pela oposição, a fonte assegurou que não. "Adelson Barreto não sabe fazer política na oposição e Jackson Barreto não vai se furtar de ter um aliado como Adelson, que representa um deputado federal a mais e o enfraquecimento político dos Amorim".

Arrependimento
A amigos, o deputado estadual não reeleito Mundinho da Comase (PSL) tem demonstrado arrependimento de ter feito a opção de ficar na oposição e votado contra o Proinveste. "A questão do Proinveste me arrombou. A pressão foi forte, fiquei entre lá e cá. Não fui para o governo, me arrebentei. Fiquei sem mandato".

Desabafo 1
Confessou Mundinho, com relação ao embate entre governo e oposição sobre a polêmica para as vagas de conselheiro do Tribunal de Contas: "Susana {Azevedo} já foi para o céu. Angélica {Guimarães} já carimbou o passaporte para o céu e ainda emplacou o marido {Dr. Vanderbal} na minha vaga".

Desabafo 2  
Desabafou ainda o deputado: "Os grandes beneficiados de tudo foram Suzana, Angélica e o marido. Eu perdi uma diretoria do Ipes Saúde (filho chegou a ser nomeado no cargo e foi exonerado imediatamente) e, por fim, o mandato. E ainda teve propaganda enganosa com relação a dinheiro para campanha".

Promessas não cumpridas
O prefeito Ezequiel (PSC/Capela) e o deputado estadual Zeca da Silva (PSC) tinham prometido três mil votos ao deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) em Capela. O parlamentar só obteve cerca de 1.100. O ex-prefeito de Santo Amaro das Brotas, Ivaldo Costa, assegurou mais de mil votos. Aberta as urnas, Venâncio só teve cerca de 200 votos no município. "Por confiar nos outros, Venâncio obteve pouco mais de 23 mil votos", disse um aliado.

Ponto final
Do senador Valadares (PSB) sobre a polêmica gerada com relação a decisão do PSB de Sergipe de acatar determinação da Executiva Nacional de apoiar o presidenciável Aécio Neves (PSDB), desagradando a Jackson Barreto e aliados: "Dou por encerradas as explicações sobre os fundamentos políticos de meu apoio ao candidato tucano. Seguirei a decisão do meu partido trabalhando pelo 45. Após o 2° turno, me somarei a Jackson Barreto para a realização de um grande governo".

Posição anterior 1
Antes Valadares tinha feito várias colocações sobre o episódio. Chegou a dizer que recebeu muitas ligações de lideranças e amigos que se solidarizaram em respeito à sua posição em apoio a Aécio e dizendo que não entendiam o porquê dessa campanha orquestrada pra lhe desqualificar e desconstruir sua vida política, movida por aliados.
Posição anterior 2
"Se eu nem o PSB não assumimos compromissos para o 2° turno, por que essa pressão descabida, se o apoio a Aécio sequer vai definir a eleição no Brasil? Pretexto, ou aviso prévio para as eleições 2016/2018? Oportunismo pra agradar ao poder? Inocular-me o medo? Haja o que houver não me intimidarão!".

Posição anterior 3
Ontem pela manhã, o senador Valadares chegou a mandar um recado para Jackson Barreto e aliados, durante entrevista à Jovem Pan FM, aos radialistas André Barros e Rosalvo Nogueira. Foi quando disse: "Eu só quero respeito do governador e de nossos aliados ao meu posicionamento. Eu não deixei a nossa aliança em Sergipe. Não quero que me deem motivos para lá na frente não ter que chutar o pau da barraca".

Eleição direta 1
Na sessão do pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe da próxima quarta-feira, 22, os desembargadores vão começar a analisar requerimento da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), solicitando eleições diretas para presidente e vice-presidente do TJ.

Eleição direta 2
Na sessão, o presidente da Amase, juiz Gustavo Plech, fará a sustentação oral da proposta. Ele está confiante e acredita na aprovação do requerimento que possibilitará que juízes elejam o presidente e o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe.

Café da manhã
Na mesma quarta-feira, minutos antes da sessão em que será feito o julgamento do requerimento, dirigentes da Amase recepcionarão associados e imprensa para um café da manhã.

Eleição no MP 1
Nessa segunda-feira acontece eleição para formação da Lista Tríplice para escolha do novo Procurador-Geral de Justiça de Sergipe para o biênio 2014/2016. A eleição, regulamentada pela Resolução nº 010/2014 - CPJ, será realizada no Auditório Promotor de Justiça Valdir de Freitas Dantas, das 8h às 12h.

Eleição no MP 2
Concorrem ao cargo Deijaniro Jonas Filho, Eduardo Barreto d'Ávila Fontes, José Rony Silva Almeida, Manoel Cabral Machado Neto e Virgílio Vale Viana. A lista com os três mais votados será encaminhado na mesma segunda-feira para o governador Jackson Barreto, que terá até 15 dias para escolher e nomear o sucessor de Orlando Rochadel.

Veja essa...
Do vereador Agamenon Sobral (PP), em discurso na Câmara, sobre o auxilio moradia para juízes no valor de R$ 4.377,73: "Não tenho medo de falar. O auxilio para moradia de juízes é uma excrescência. É a bolsa da elite, da burguesia".

Curtas
Após retornar de Fortaleza, o governador Jackson Barreto inaugurou ontem a iluminação da rodovia dos Peregrinos. Às 19h participou de carreata pró-Dilma Rousseff em Socorro, nos Conjuntos João Alves e Marcos Freire I, II e III.

Hoje, a partir das 9h, o governador fará carreata na região sul e centro-sul, passando pelos municípios de Lagarto, Riachão do Dantas, Tobias Barreto, Itabaianinha, Umbaúba, Arauá e Estância. Ela começará às 9h, saindo de Lagarto.

No domingo, a carreata será em Aracaju. Sairá às 9h da Colina do Santo Antonio, passando por vários bairros da zona norte e encerrando na Praia de Atalaia.  
O senador Eduardo Amorim (PSC) e o deputado federal André Moura (PSC) participaram ontem, na Paraíba, de atos de campanha de Aécio Neves a convite do presidenciável tucano. Em Aracaju, ontem à tarde, o seu pessoal fez panfletagem pró-Aécio nos semáforos das Av. Augusto Franco e Desembargador Maynard.

Nas rodas políticas já se comenta que o ex-prefeito de Lagarto, o deputado federal eleito Valmir Monteiro (PSC), pode integrar a bancada governista.

Do deputado Mundinho da Comase: "O meu voto salvaria o Proinveste, e quem sabe o meu mandato. Acreditei e cedi às pressões".