Londrina destaca expectativa para duelo decisivo contra o Brasil de Pelotas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Treinador alviceleste quer uma equipe equilibrada ao longo dos 90 minutos, sendo ofensiva e bem postada defensivamente
Treinador alviceleste quer uma equipe equilibrada ao longo dos 90 minutos, sendo ofensiva e bem postada defensivamente

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/11/2014 às 00:25:00

O Londrina Esporte Clube (LEC) já está escalado para o confronto diante do Brasil de Pelotas no estádio do Café, válido pela semifinal da série-D do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva, no entanto, o técnico Claudio Tencati afirmou que revelará seus titulares somente instantes antes da partida decisiva, na qual o Tubarão precisa reverter uma vantagem adversa de 3 a 1 no placar.
"Foram quatro treinamentos com bola durante da semana, além de toda preparação até chegar esse momento, por isso, na minha cabeça a equipe está definida. O certo é que vamos colocar jogadores em um posicionamento mais ofensivo, até porque, só a vitória nos interessa. Agora, quais atletas serão escolhidos, prefiro esperar até o último momento para confirmação", apontou Tencati.

Para o treinador, a equipe alviceleste precisa ter paciência e buscar, principalmente, fazer o primeiro gol. "O nosso amadurecimento será colocado em prova novamente. O importante é fazer o primeiro gol, sempre dando um passo de cada vez e, depois, pensar no segundo, que é o maior objetivo. É claro que não podemos deixar o tempo passar, porque vai criando uma ansiedade e uma pressão, mas também temos que saber lidar com esses fatores", destacou.

Os dois gols são necessários para avançar a final da série-D, desde que o sistema defensivo alviceleste se mantenha intacto. Desta forma, o treinador cobrou um time equilibrado ao longo dos 90 minutos. "A estratégia tendo força ofensiva foi montada, buscando estar bem postado defensivamente e preenchendo os espaços do adversário. Será um jogo que é necessário ter total controle técnico, tático e emocional", disse o treinador.

De acordo com Tencati, além de cumprir com as exigências táticas, os jogadores precisam se superar em mais uma ocasião, assim como foi no duelo diante do Atlético-PR no estadual, também em um fase de semifinal, precisando reverter em casa um placar de 3 a 1. "A pressão vai existir, mas o desejo de superar essa adversidade tem que ser maior. Se tivéssemos vencido ou empatado na casa do adversário, o foco seria vencer também no Café. O que queremos é cumprir todas as etapas do planejamento desse ano, como foi no Paranaense e na Copa do Brasil", finalizou.
Londrina e Brasil de Pelotas se enfrentam hoje, a partir das 19h, no estádio do Café.