Professores da UFS farão assembleia para avaliar proposta do MEC

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/07/2012 às 15:17:00

Milton Alves Júnior

Após recusar primeira proposta apresentada pelo Governo Federal, a Comissão da Greve da Universidade Federal de Sergipe (UFS) promove na próxima quinta-feira, 19, uma assembléia extraordinária entre os docentes que aderiram à paralisação . A ser realizada nas instalações da instituição federal de ensino, o objetivo do encontro é debater quais maneiras viáveis serão adotadas para cobrar do Ministério da Educação uma proposta que satisfaça  os servidores públicos.

Atualmente, a paralisação conta com a adesão de 57 das 59 universidades federais, além de 36 institutos de educação básica, profissional e tecnológica.

Paulo Vezzo, representante da categoria, alega que a proposta apresentada não supre aos pleitos dos educadores federais. "Com mais de dois meses de greve é que os governantes decidiram tentar entrar em diálogo conosco e apresentar uma possível saída para a greve. Posso garantir que se as propostas satisfizessem certamente nós estaríamos nos preparando para retornar ao trabalho, mas isso não aconteceu e estamos aguardando um novo posicionamento do governo", disse.

Na última sexta-feira, 13, o MEC apresentou uma proposta para reestruturar o plano de carreira e conceder reajuste aos professores de universidades e institutos federais ao longo dos próximos três anos.

"Acredito que já no próximo sábado, 21, todas as unidades já terão realizadas as suas assembléias, e vamos nos encontrar em Brasília para discutir, em conjunto, o futuro das nossas reivindicações. Devemos seguir unidos, só assim nosso objetivo será alcançado com sucesso", concluiu Vezzo.

No Estado de Sergipe, a Universidade Federal conta com mais de 30 mil alunos que assistem aulas em diversos campi instalados na Grande Aracaju e interior. Quanto ao número de professores, estima-se que a UFS conta hoje com um quadro docente superior a 1.300 profissionais, que ministram aulas nos modo presencial e on-line.