Jackson assina antecipação de royalties e paga aos aposentados hoje

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson assina acordo de antecipação de royalties
Jackson assina acordo de antecipação de royalties

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/11/2014 às 00:46:00

Os aposentados e pensionistas do Estado recebem a última parcela do pagamento de outubro nesta sexta-feira, 07. Os recursos foram garantidos após a assinatura de antecipação de royalties entre o governador Jackson Barreto e representantes do Banco do Brasil. Com o ato, o Governo do Estado irá receber R$ 337 milhões para capitalizar a previdência e garantir recursos para investimentos e para regularizar o pagamento dos servidores estaduais.
Em reunião com a diretoria do banco do Brasil nesta quinta-feira, 06, o governador Jackson Barreto explicou que os recursos possibilitarão equacionar e capitalizar o Fundo de Previdência do Estado de Sergipe, além de permitir a garantia da regularidade do pagamento dos aposentados e pensionistas pelos próximos meses.
"Esta antecipação de royalties vai permitir ao Estado reorganizar seu fluxo de pagamento e assegurar, sem sobressaltos, o pagamento dos servidores nos próximos meses, novembro, dezembro e o 13º salário", assegurou Jackson Barreto.

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Jeferson Passos, lembrou que a operação de antecipação de royalties foi autorizada no último dia 17 de outubro, pela Assembleia Legislativa. “Esta operação está se concretizando hoje graças ao empenho das equipes do Governo e do Banco do Brasil, realizada em um tempo recorde, e está permitindo que o Governo receba de antecipação de royalties o montante de R$ 337 milhões, que serão pagos nos próximos quatro anos”, garantiu. Até dia 11 de novembro, os servidores que recebem acima de R$1.500 receberão a segunda parcela do salário referente ao mês de outubro. Os demais servidores já receberam seus vencimentos.

A superintendente Estadual do Banco do Brasil, Lúcia Helena Cuevas disse que a operação reforça a parceria entre o Banco e o governo do Estado. “O Banco do Brasil quer estar sempre presente e a disposição em tudo o que o Governo precisar. Esse foi um negócio que vem sendo discutido a bastante tempo, deu tudo certo e estamos felizes com isso”, disse Lúcia.
Acompanharam a assinatura o secretário de Estado da Casa Civil, José Sobral, a secretária-adjunta da Sefaz, Ana Cristina e o superintendente de Captação de Recursos da Sefaz, Marcos Vinicius, além de um representante do Banco do Brasil, Marcos Dantas.