Homem é acusado de estuprar menino em Simão Dias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/07/2012 às 15:19:00

Francisco Vieira de Santana Filho, 57 anos, foi preso neste sábado pela polícia de Simão Dias (Centro-Sul), acusado estuprar um menino de 7 anos de idade. Segundo informações da delegacia local, o menino foi levado ao hospital pela mãe após chegar em casa com um sangramento nas partes íntimas. O caso foi comunicado as autoridades pelos familiares e profissionais de saúde do hospital.

Os policiais procuraram o garoto que embora muito assustado colaborou decisivamente na prisão de seu algoz. "A vítima nos contou que estava brincando com os seus colegas na rua e que quando voltava para casa um senhor acenou chamando-o até sua residência", contou o delegado Eurico Nascimento. A vítima relata que ao entrar foi impedida de sair porque Francisco trancou a porta e o violentou sexualmente.
Após o crime, o menino contou onde fica a residência do suspeito e deu detalhes importantes de como ocorreu o crime. "Ele detalhou fatos macabros, inclusive nos relatou que o acusado utilizou um creme usado para pentear cabelos a fim de facilitar a concretização do estupro", disse o delegado. Na batida policial na residência, o acusado não foi encontrado. "Só conseguimos prendê-lo cerca de 30 minutos depois no centro da cidade", explicou o policial.

Na delegacia, o acusado negou o crime, mas o menino, que estava em uma sala anexa confirmou com veemência que Francisco o violentou. "Pedimos para Francisco autorizar nossa entrada na casa dele e lá encontramos um tubo de creme de pentear cabelos com a mesma descrição feita pela vítima, além de uma farda do colégio Pedro Valadares com o nome de uma menina que estuda na unidade".

A partir de levantamentos, os policiais descobriram que Francisco atraia vários meninos e meninas com a promessa de dinheiro e comida para eles freqüentarem a residência. "Descobrimos que em uma dessas vítimas, ele manteve relação sexual com uma menina", ressaltou o delegado. Francisco foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e encontra-se detido na Delegacia de Simão Dias à disposição da Justiça.