Japaratuba: Começa campanha da Polio e sarampo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A imunização continua até o dia 22 de novembro
A imunização continua até o dia 22 de novembro

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/11/2014 às 00:34:00

Começou no último sábado (08) em todo o país, a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, esta última também conhecida como paralisia infantil. Em Sergipe as cidades se organizaram para atender o maior número de crianças possível no Dia D de Mobilização. Foi o caso de Japaratuba, município localizado no Leste Sergipano. Lá, os profissionais da Secretaria de Saúde já se encontravam nos postos de vacinação às 8h para garantir que os pequenos moradores fossem imunizados contra as doenças.

Apenas nas primeiras horas de mobilização, mais de 100 crianças já haviam recebido as gotinhas e a injeção, segundo a coordenadora do setor de imunização de Japaratuba, Rosenilda Nascimento Santos. "Isso nos deixou bastante felizes, principalmente por ver que as mães, os pais e responsáveis, entenderam a necessidade e atenderam nosso chamado. O fluxo de atendimento nos primeiros instantes, nos dois pontos instalados por nós, sendo um na Secretaria de Obras e outro na sede da Saúde, nos motivou", ressaltou a coordenadora.

Segundo Rosenilda, os bons resultados se repetiram no decorrer do dia, contabilizando, ao final da ação, cerca de 500 imunizações. "Conseguimos atender um número significado de crianças. Agora, seguimos para os povoados, cumprindo um cronograma de atividades por meio das equipes de PSF. Vamos dar prosseguimento para que possamos alcançar nosso maior objetivo, que é garantir a manutenção de alto nível de cobertura contra a pólio e o sarampo", justificou.

CONTINUAÇÃO
Quem reside na sede da cidade e não conseguiu comparecer aos postos de vacinação, não deve se preocupar. As imunizações continuarão sendo disponibilizadas às crianças com idade entre 6 meses a 5 anos incompletos até o próximo dia 22 de novembro, na Clínica de Saúde da Família. "Basta que os pais e responsáveis levem seus filhos, munidos das carteiras de vacinação. Lembrando que no caso do sarampo, estamos dando seguimento ao combate com o reforço, diferente da paralisia que tem sua campanha realizada agora", destacou.

Rosenilda frisou também que além das vacinas de campanha, o setor está realizando a atualização das carteiras. "Por isso pedimos que os pais não se esqueçam de apresentá-la. Até porque, ao contrário da gotinha contra a polio, só podemos aplicar a vacina contra o sarampo dentro do prazo estabelecido. Estas proteções não causam reações e por isso os responsáveis não precisam se preocupar. Aproveito para pedir às meninas que não tomaram a segunda dose contra o HPV que compareçam no setor de imunização", lembrou.