UM ALENTO PARA QUEM FOI PUNIDO PELA CRISE

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/11/2014 às 01:29:00

Vítimas da crise hídrica que reduziu a capacidade das hidrelétricas foram mesmo as prefeituras dos municípios onde estão situadas as geradoras. As elétricas ganharam bilionária ajuda do governo, e foram salvas, mas as prefeituras que recebem proporcionalmente ao que é produzido viram seus orçamentos ameaçados por cortes profundos e inesperados.
Nessa quinta feira dia 13 o prefeito de Canindé Heleno Silva retornou de Brasília com alguma esperança. A reunião com prefeitos dos municípios afetados que ele articulou, parece ter sensibilizado o governo que agora estuda uma fórmula para compensar as perdas. O caminho mais lógico seria retirar a receita perdida daquele bilionário socorro levado às empresas geradoras de energia, no nosso caso, a CHESF, sempre tão descuidada em relação ao local onde opera.