Boca Júnior vence Aracaju de virada e conquista o título de campeão da Divisão 2

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Título assegurado, jogadores do Boca Júnior levantam o troféu radialista Carlos Magalhães de Melo, homenagem da FSF, ao renomado profissional de imprensa.
Título assegurado, jogadores do Boca Júnior levantam o troféu radialista Carlos Magalhães de Melo, homenagem da FSF, ao renomado profissional de imprensa.

Jogadores do Boca Junior lutaram dentro de campo para vencer o Aracaju, de virada e conquistar o titulo de campeão da Divisão A2
Jogadores do Boca Junior lutaram dentro de campo para vencer o Aracaju, de virada e conquistar o titulo de campeão da Divisão A2

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/12/2014 às 00:34:00

O futebol sergipano já conhece oficialmente, pelo menos uma das equipes que conquistou o acesso para a Divisão de Elite em 2015. O Boca Junior de Estancia venceu na tarde deste domingo 30, a equipe do Aracaju por 2x1, de virada no João Hora, somou 19 pontos ganhos e conquistou o título de campeão da Divisão A2.
A segunda vaga até o momento pertence à Boquinhense, que goleou o Maruinense neste domingo por 8x1, no Complexo do Sesi, na cidade de Boquim. A equipe de Boquim soma agora 17 pontos e ocupa a segunda posição. Mas o será julgada nesta quinta-feira 4, pelo Pleno do TJD da Federação Sergipana de Futebol (FSF), por ter incluído na sua equipe em dois jogos, o atleta Deivid Bolinho. Se for penalizada, a Boquinhense que já ganhou na primeira instância, corre o risco de perder pontos e assim perder a segunda posição.
Nessa situação, o Dorense que domingo venceu o Independente por 2x1, soma 15 pontos, na terceira posição, mas assumiria a vaga da Boquinhense. Domingo após o jogo, dirigentes, jogadores e torcedores do Dorense, já comemoravam a classificação, alegando que não tem como a Boquinhense não perder esses pontos.  

Boca campeão - Com a vitória contra o Aracaju, o Boca Junior conquistou o troféu radialista Carlos Magalhães, homenagem da FSF a quem tem lutado pelo engrandecimento do futebol sergipano, comandando a equipe de Esportes da Radio Jornal.
Esta é a terceira vez que a equipe de Estancia conquista a Divisão A2, transformando-se em uma equipe que sobe em um ano e desce no outro. Mas este ano, o presidente Gilson Behar disse que a equipe será forte no Sergipão 2015 e vai entrar para garantir pelo menos a permanência, na Divisão de Elite.
Foi um jogo duro e difícil para o Boca Junior, surpreendido com um gol com um minuto de jogo, marcado por Maxwell. O Boca sentiu o impacto do gol relâmpago, correu atrás do prejuízo e empatou aos 27 da primeira etapa, através de Diego. A virada veio logo no inicio da etapa complementar. Aos oito minutos do segundo tempo, Luan cobrando pênalti decretou a virada do placar, resultado que foi mantido até o final, garantindo a vitória e a conquista da equipe de Estancia.

Campanha - Um título merecido. O Boca fez uma grande campanha e já podia ser campeão há duas rodadas, bastava vencer. Mas empatou com a Boquinhense e Independente e assim, teve que esperar rodada final, para comemorar o titulo.
A equipe de Estancia somou 19 pontos, dois a mais que o vice-líder Boquinhense. Obteve cinco vitórias, quatro empates, uma vitória e sete gols de saldo.

Comemoração - Ninguém mais que o treinador Iêdo Morgado, tinha motivos para comemorar o título, que é um reconhecimento ao seu trabalho e à dedicação do grupo. Foi assim com o Estanciano, quando dirigiu em 2013, tirando o time da zona de rebaixamento, levando à terceira posição na colocação geral e agora com o Boca Junior.
Iêdo comemora a conquista. "Sabíamos que seria difícil. Mas quem tem um grupo como esse, não tem dúvidas do que vai acontecer. São jogadores de alto nível, que merecem estar na Primeira Divisão, ou até fora daqui. E eles entenderam, jogaram um bom futebol, e quem ganha com isso é a cidade de Estância, que agora tem dois times na Divisão de Elite do futebol sergipano", comemora o treinador.

Outros resultados - Na cidade de Boquim, a equipe local em busca do titulo goleou o fraco Maruinense por 8x1. Em caso de derrota do Boca Junior no jogo do João Hora, a Boquinhense seria campeã, embora o título ficasse sub júdice.
No outro jogo da rodada, também valendo classificação, o Dorense sofreu, mas venceu o Independente também por 2x1. O Dorense fica à espera do resultado do julgamento do TJD. Se perder aqui, dirigentes disseram que recorrem ao STJD. Isso significa dizer que teremos problemas sérios daqui para frente, até ser conhecida a equipe vice-campeã da Divisão A2.