Reunião define segurança de jogos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Órgãos de segurança se reuniram na tarde desta quarta-feira, para definição do Plano de Segurança dos Jogos Sul-americanos Escolares
Órgãos de segurança se reuniram na tarde desta quarta-feira, para definição do Plano de Segurança dos Jogos Sul-americanos Escolares

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/12/2014 às 00:38:00

Os últimos ajustes do esquema de segurança dos XX Jogos Sul-Americanos Escolares, foram definidos durante reunião entre a organização da competição e representantes das forças de segurança, na tarde desta quarta-feira (3), no Palácio Governador Augusto Franco, em Aracaju, capital sergipana que sediará os jogos a partir desta sexta-feira (5).
Foi apresentado que a Polícia Militar contará com 1.300 policiais no trabalho ostensivo e de preservação, enquanto que a Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, se responsabilizarão conjuntamente pela escolta dos ministros ou representantes de Estado. O Corpo de Bombeiros fará a prevenção em duas modalidades, durante a competição. A organização dos jogos contará ainda com seguranças privados, durante a cerimônia de abertura do evento, que acontecerá nesta sexta-feira 5, no Ginásio de Esportes Constâncio Vieira.
O comandante geral da Polícia Militar do Estado de Sergipe, Coronel Maurício Iunes, destaca que serão 1.300 policiais em escala de revezamento, mantendo o policiamento em alguns dias, por 24 horas e policiamento periférico nos locais do evento. Os jogos contarão ainda de uma central de atendimento exclusivo. "Essa medida é para que haja uma continuidade no serviço de segurança pública, através do CIOSP (Centro Integrado de Operações em Segurança Pública). As ocorrências do 190 permanecerão normalmente. Não afetarão a demanda, até porque, os policiais que estão sendo escalados, estarão em atividade extraordinária. Dessa forma, poderemos manter a segurança focada para todas as autoridades e os atletas participantes dos jogos", explicou o coronel.

Satisfeito - O secretário de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL), Gilson Dória, coordenador Geral do XX Jogos Sul-Americanos Escolares, mostrou-se satisfeito com o que foi apresentado. "A reunião foi bastante proveitosa. Toda força policial de Sergipe está imbuída em dar segurança aos atletas e ministros, não esquecendo a segurança da população", disse Dória.
O presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, disse que saiu da reunião, convicto que o Governo do Estado, com toda estrutura de segurança que está sendo montado, vai dar ao evento, a garantia que nada de ruim acontecerá, que comprometa o aspecto de segurança. "Essa somação de forças apresentou o esquema de segurança, não só para CBDE, mas também para os representantes do Ministério dos Esportes. Saímos convictos, que com o contingente que vai ser utilizado, praticamente, teremos quase um policial para cada aluno, que estará participando, haja vista, que o nosso evento tem uma expectativa de 2 mil pessoas", disse o presidente do CBDE.
Após a apresentação do policiamento dos jogos, o representante do Ministério do Esporte gostou de todo o esquema de segurança. "Fico muito feliz com a ação do governo local. Acho que todo mundo mostrou muita competência. E o Ministério do Esporte está tranqüilo, em relação a tudo", disse João Mateus Cordeiro, da Assessoria Internacional do Ministro do Estado.
A reunião desta quarta-feira contou, além dos representantes da Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiro, Secretaria de Estado do Esporte e CBDE, com o secretário da Casa Civil, José Sobral, que representou o governador do Estado, Jackson Barreto.