Vendas no varejo registram variação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/07/2012 às 15:42:00

O comércio varejista apresentou em maio passado variação de -0,8% para o volume de vendas e 0,0% para a receita nominal de vendas, taxas estas em relação ao mês anterior ajustadas sazonalmente. Para o volume de vendas, este resultado reverte o sinal positivo dos dois últimos meses. A receita nominal apresenta uma acomodação após dois meses consecutivos de sinal positivo neste tipo de comparação.

Em relação a maio de 2011, as variações foram de 8,2% para o volume de vendas e de 10,8% na receita nominal. Nos acumulados dos cinco primeiros meses do ano e dos últimos 12 meses, as taxas se estabeleceram, respectivamente, em 9,0% e 7,3% para o volume de vendas, e em 11,9% e 11,4% para a receita nominal.

Na comparação com o mês imediatamente anterior, isto é, na série com ajuste sazonal, três das oito atividades do varejo apresentaram taxas de variação negativa para o volume de vendas. Os resultados foram de 3,5% para Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação; 1,6% em Livros, jornais, revistas e papelaria; 0,3% para Tecidos, vestuário e calçados; 0,1% em Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo; 0,0% para Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos; A variação foi de  -0,2% em Outros artigos de uso pessoal e doméstico; -0,8% para Combustíveis e lubrificantes e -3,1% para Móveis e eletrodomésticos. As duas outras atividades, que com as anteriores formam o varejo ampliado, registraram resultados em relação a abril de 1,5% para Veículos e motos, partes e peças e de -11,3% para Material de construção.

O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e mais as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção, registrou variações em relação ao mês anterior de -0,7% para o volume de vendas e de -0,2% para a receita nominal, ambas as taxas com ajustamento sazonal, revertendo a seqüência positiva dos dois meses anteriores. Comparado com o mesmo mês do ano anterior (sem ajuste sazonal), as variações foram de 4,2% para o volume de vendas e de 5,8% para a receita nominal.