Carlos Fernandes de Melo Neto é o novo diretor-presidente da Deso

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/01/2015 às 00:34:00

Em cerimônia realizada no auditório central da Companhia de Saneamento de Sergipe - Deso, na manhã desta terça-feira, Carlos Fernandes de Melo Neto recebeu oficialmente o cargo do ex-diretor-presidente Antônio Sérgio Ferrari Vargas. A transmissão de posse foi prestigiada pelo secretário Estadual de Infraestrutura, Valmor Barbosa Bezerra, pelos deputados estaduais Garibalde Mendonça e Zezinho Guimarães, além de colaboradores e servidores da empresa. A mudança faz parte da reforma administrativa no Governo do Estado, no atual mandato do governador Jackson Barreto.

Sérgio Ferrari agradeceu autoridades políticas, desejando sucesso para o novo presidente, Carlos Fernandes de Melo Neto. "Em primeiro lugar eu gostaria de agradecer a Marcelo Déda, meu líder, meu amigo, uma pessoa com quem tive uma convivência proveitosa e que me trouxe para cá, que confiava em mim e que me fez conhecer a Deso. Agradeço também ao governador Jackson Barreto, pelo trabalho que fizemos juntos. Saio da Deso maior do que entrei e desejo ao colega Carlos Melo, conhecimento e força, e que tenha uma gestão de muito sucesso", finalizou Ferrari.

O novo diretor-presidente da Deso, Carlos Melo, destacou que pretender implantar uma gestão com base em indicadores e metas, e traçou os objetivos da sua gestão na Companhia. "No ano de 2014, enquanto secretário, nós desenvolvemos um trabalho com a Fundação Getúlio Vargas, que fez um mapeamento do setor de saneamento de Sergipe, principalmente da Deso, avaliando seus pontos fracos e fortes. Esse mapeamento foi concluído em novembro e vamos estudar um modelo a ser implantado aqui em cima desses indicadores e metas. Vamos combater as perdas de água, que nós sabemos ser um problema do saneamento. Estima-se que mais de 100 milhões de investimentos são necessários para combater as perdas, só na Grande Aracaju. Vou buscar esses recursos, para que nos próximos quatro anos, consigamos combater essas perdas com o maior rigor possível", pontuou.
Carlos Melo afirmou que espera que em sua gestão a Deso cumpra as metas estabelecidas para o novo governo - de cobertura de 95% de esgotamento sanitário na Grande Aracaju e cobertura completa em cidades como Lagarto e Itabaiana. Além disso, destacou que pretende desenvolver uma administração focada nos clientes, baseada na excelência da prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário.