Candidatos à presidência da Câmara percorrem o país em busca de votos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/01/2015 às 10:12:00

Iolando Lourenço
Agência Brasil

Os três candidatos à presidência da Câmara, deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Júlio Delgado (PSB-MG), estão percorrendo todos os estados em busca dos votos dos colegas deputados. A eleição para os integrantes da Mesa Diretora da Câmara acontecerá no dia 1º de fevereiro, a partir das 18 horas. A menos de 20 dias para a disputa, os candidatos estão intensificando as viagens e as conversas com os pouco mais de 500 eleitores.

Embora o número de eleitores seja pequeno, os candidatos estão tendo trabalho para convencer cada um deles sobre suas propostas à frente da Câmara dos Deputados, a partir de 2 de fevereiro quando, quem ganhar, substituirá o atual presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).  Outro motivo que dificulta a campanha é o fato de que dos 513 deputados que vão tomar posse no dia 1º de fevereiro, 198 estão assumindo pela primeira vez o mandato de deputado federal e 25 estão retornando à Câmara após quatro anos fora do Legislativo.

Como o Congresso está em recesso, os candidatos têm que viajar aos estados para encontrar os eleitores, pedir ajuda a seus aliados e usar muito o telefone.
Dos atuais 513 deputados, 290 foram reeleitos e estarão tomando posse para novo mandato em 1º de fevereiro e, portanto, estarão aptos a votar em um dos três candidatos que  disputam a presidência da Câmara.

Os candidatos Arlindo Chinaglia e Eduardo Cunha percorrem o Brasil em aviões fretados para a campanha, e Júlio Delgado faz as viagens em aviões de carreira. Os três estão fazendo uma campanha parecida na forma: viajando, se reunindo com os deputados que tomarão posse em 1º de fevereiro (os eleitores), com governadores, prefeitos e autoridades, na busca dos votos necessários para a eleição.
Eduardo Cunha, líder do PMDB, foi o primeiro a lançar sua candidatura e a começar as viagens de campanha. Segundo a assessoria do parlamentar, Cunha conclui nesta semana as viagens por todos os estados brasileiros. Ele já se reuniu com a maioria dos eleitores. Ontem, Cunha estava em Salvador (BA), e hoje prosseguirá a viagem a outros estados do Nordeste.
Arlindo Chinaglia, que já foi presidente da Câmara e atualmente é 1º vice-presidente da Casa, vai percorrer a partir de amanhã vários estados do Nordeste, começando pelo Piaui. Segundo sua assessoria, ele já esteve em campanha no Espirito Santo e no Rio de Janeiro, na semana passada.

Júlio Delgado, líder do PSB, concorreu à presidência da Câmara em 2013, quando obteve 165 votos contra 271 do vencedor Henrique Eduardo Alves. Delgado se encontra hoje no Espirito Santo e pretende viajar em campanha, nesta semana, para São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. Ele informou que, mesmo usando aviões de carreira, vai fazer campanha na maioria dos estados.
Para ser eleito em primeiro turno para a presidência da Câmara, o candidato precisará ter  maioria absoluta dos votos dos 513 deputados, a metade mais um dos votos, equivalentes a 257. Se nenhum dos candidatos conseguir essa maioria, os dois mais votados disputam a eleição em segundo turno, onde o vencedor será o que obtiver a maioria dos votos válidos.