Jackson e superintendente da Caixa discutem políticas de habitação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson recebeu o superintendente nacional da Caixa Econômica Federal para o Nordeste, Odilon Pires Soares, o secretário da Fazenda, Jefferson Passos e executivos da Caixa
Jackson recebeu o superintendente nacional da Caixa Econômica Federal para o Nordeste, Odilon Pires Soares, o secretário da Fazenda, Jefferson Passos e executivos da Caixa

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/01/2015 às 00:38:00

O superintendente nacional da Caixa Econômica Federal para o Nordeste, Odilon Pires Soares, visitou na manhã desta quarta-feira, 21, o governador Jackson Barreto e colocou o banco à disposição do Estado para auxiliar na implantação das políticas habitacionais, de desenvolvimento urbano e de infraestrutura. A visita, que foi acompanhada pelo secretário de Estado da Fazenda, Jefferson Passos, pelo superintendente regional da Caixa Econômica em Sergipe, Anacleto Grosbelli e pelo gerente regional da Caixa em Sergipe, Marcos Queiroz serviu para estreitar o relacionamento e assegurar que a instituição está apta para dar o suporte necessário ao Governo do Estado na implantação de suas políticas públicas.

"Tivemos uma agenda muito importante com o superintendente nacional da Caixa Econômica Federal para o Nordeste, Odilon Pires Soares, que veio aqui se colocar a disposição do Governo e discutir conosco os projetos realizados em parceria com a Caixa Econômica na área de habitação popular. Estamos estudando diversos projetos e analisando também alguns projetos que precisam da parceria do Governo do Estado, no sentido de contribuir para infraestrutura da construção de conjuntos habitacionais", explicou o governador.
O superintendente Odilon Pires Soares relatou os bons resultados da Caixa na região Nordeste, tanto na área de desenvolvimento urbano quanto na área comercial e acenou para novas possibilidades de financiamento e captação de recursos para as políticas públicas de habitação.

 "Foi uma conversa onde fizemos uma avaliação da atuação da Caixa econômica, a superintendência de Sergipe foi muito bem avaliada do ponto de vista deste compromisso social da Caixa, que é um banco social. Eu fiquei muito satisfeito em ter o privilégio de ter sido o primeiro governador do Nordeste a receber a visita do superintendente nacional da Caixa para a região nordestina. E discutimos assuntos de interesse da nossa população, da população mais carente, que é a construção de casas populares não apenas nos centros urbanos, mas principalmente na zona rural", contou Jackson.

Para o governador, a parceria entre o Governo do Estado com a Caixa é fundamental para que Sergipe possa avançar nas políticas habitacionais.  "Fizemos uma análise das ações que aconteceram em 2014 e fizemos uma previsão dos projetos que já estão preparados para 2015 para ver o que a gente pode aprofundar mais, porque há um déficit habitacional muito grande no nosso estado, principalmente na nossa capital, onde observamos muitas invasões acontecendo e é preciso dar respostas aos setores populares", externou.

Ações - Reduzir o déficit habitacional de Sergipe é uma das metas da gestão estadual. Para isso, o governo do Estado busca convênios com o governo federal para a construção de casas, a exemplo do Pró-Moradia. Administrado pelo Ministério das Cidades, o programa oferece acesso à moradia adequada a famílias de baixa renda, residentes em assentamentos precários e que recebem até três salários mínimos.
Em Sergipe, o Pró-Moradia contempla a construção de 1.180 unidades habitacionais para famílias que residem em situações insalubres. Através desse Convênio, o governador Jackson Barreto autorizou a construção de 580 casas no bairro Porto D'Anta, em Aracaju. O investimento superior a R$ 30 milhões tem contrapartida de R$ 11,5 milhões do Estado.

Mais 600 casas estão sendo construídas em Nossa Senhora do Socorro, na área do Rio do Sal. Nesse caso, o investimento total será de R$ 21,600 milhões, sendo que, R$ 20milhões são de responsabilidade da Caixa Econômica Federal e R$ 1,080, milhões de responsabilidade do Governo do Estado. Em 2014, Jackson Barreto assinou um termo de compromisso para a construção de 953 casas populares em parceria com a Caixa Econômica Federal e a prefeitura de Estância e 150 casas na Barra dos Coqueiros.