Socorro contará com escola profissionalizante

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Recursos destinados à construção superam R$ 7,1 milhões
Recursos destinados à construção superam R$ 7,1 milhões

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/01/2015 às 14:39:00

Com recursos oriundos do Proinveste, tendo como órgão executor a Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra), o município de Nossa Senhora do Socorro contará em breve com uma escola profissionalizante moderna, equipada e preparada para capacitar os jovens para o mercado de trabalho.

Os recursos do Proinveste destinados à construção da escola profissionalizante Ministro Armando Rollemberg superam R$ 7,1 milhões. Com uma área de 5.330m² construída, a unidade de ensino está localizada no Conjunto Jardim, no terreno onde funcionava o antigo Caic.
Adequada ao padrão estabelecido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a escola contará com 10 (dez) salas de aula, 12 (doze) banheiros, 01 (uma) biblioteca, 02 (duas) salas de vídeo, laboratórios de informática, química, biologia, matemática e física, sala de recursos, quadra poliesportiva coberta, além de salas administrativas (diretoria, sala de professores) e estacionamento.
O secretário de Infraestrutura, Valmor Barbosa afirma que a escola é importante para os jovens que desejam se qualificar. "A obra, atualmente em execução, é uma oportunidade de qualificação profissional para os jovens de Sergipe. Os alunos contarão com uma estrutura ampla, moderna e com todo o padrão de qualidade estabelecido pelo FNDE", explica.

Acessibilidade - A escola terá acessibilidade total, com rampa, piso tátil e sinalização em sistema braille. Além disso, será construído um bicicletário, refeitório com casa de gás e casa de lixo, instalação de combate a incêndio (extintores, base decorativa e placa de sinalização de abandono).
Geração de emprego - O secretário ressalta que atualmente 78 profissionais trabalham diretamente na obra. "Além do benefício maior que é ofertar ensino profissionalizante de qualidade para os mais carentes, a construção da escola está gerando oportunidade de emprego e renda para os trabalhadores da construção civil, de maneira direta e indireta", destaca Valmor.